A bebê está em casa acompanhada dos pais - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
A bebê está em casa acompanhada dos pais – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Um caso ocorrido na tarde de ontem (30) em Rondonópolis (MT) e que veio a tona na manhã desta terça-feira (31) chocou a população e está apavorando pais e responsáveis de crianças. O caso que foi parar na Polícia, é de uma menininha de apenas 11 meses, que voltou do berçário particular onde fica, para que os pais possam trabalhar, com o corpo todo cheio de hematomas e arranhões.

Em entrevista ao site AGORA MT, o pai, que está muito abalado, contou detalhes de como está a criança, “Minha filha está muito machucada. É um absurdo o que aconteceu, ela não come, só chora e está muito agressiva”, afirmou.

Imagem: bebê machucada internaEle contou que ainda ontem (30) logo após pegar a criança foi até à delegacia e registrou um Boletim de Ocorrências e a criança já passou por exame de corpo de delito. A criança passou a noite em observação no Pronto Atendimento acompanhada pela mãe.

A menininha foi levada para atendimento médico no Pronto Atendimento Infantil onde foi medicada e passou por exames de raio-x.

Segundo afirmação do pai, a informação repassada pelo berçário é que uma outra criança de apenas um ano e dois meses teria sido a responsável pelos ferimentos, “Não é possível que uma criança tenha feito tudo isso e pior que eles não tenham visto nada. Minha filha veio com uma mordida outra vez, mas por ser apenas uma mordida relevei, mas isso não é coisa de criança”.

Leia também:  Após sair de presídio, ex-marido furta caminhonete de mulher e foge

Ainda segundo o pai nenhuma assistência foi dada por parte da instituição. Ele questiona o porque de não terem levado a menina para o Pronto Atendimento já que os ferimentos foram graves, ” Deixaram minha filha chorar, gritar e dormir para só depois nos chamarem. Cheguei lá ela estava deitada no chão já dormindo depois de sentir tanta dor” relatou. Ele salientou que só escolheu o berçário porque foi recomendado por outros pais que tem filho que ficam no local. A criança estava no local há apenas três meses.

Após a divulgação o berçário publicou uma nota de esclarecimento na página da instituição na rede social em que afirma que a criança estava dormindo com outras quatro crianças na sala do sono e que a monitora notou que uma delas estava com febre. Ela teria saído menos de cinco minutos para levar a criança a outra sala para medir a temperatura quando outra colaboradora viu que uma criança de 2 anos e meio estava sobre a menininha.

Leia também:  Adolescentes agridem deficiente auditivo e dizem à polícia que foi uma 'brincadeira'

Veja nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nós, do Berçário e Hotelzinho Donabhel, vimos pelo presente esclarecer fato ocorrido em nosso estabelecimento no dia 30/01/2017 e que tem sido circulado em redes sociais.
Cerca de 5(cinco) crianças estavam na sala do sono, momento em que estavam sendo monitoradas por uma de nossas colaboradoras. Todavia, a monitora que estava na sala do sono percebeu que uma das crianças estava com febre e foi em outro cômodo fazer a medição da temperatura, bem como pedir para que outra colaboradora ligasse para mãe dessa criança para ver qual medicação poderia ser dada, isso foi menos de 5(cinco) minutos.
Neste momento outra colaboradora, começou a chamar em voz alta, momento em que viram que uma criança de 2 anos e meio estava sobre a outra de 10 meses, e ambas correram para ampará-las, infelizmente os ferimentos foram sérios conforme já divulgado pela Família.
No mesmo momento ligamos para a mãe da criança que havia sido mordida, tentamos por mais duas vezes e não conseguimos falar com esta. Passados 30 minutos a mãe da criança nos retornou e veio até o local. Também fizemos contato com os responsáveis pela outra criança que chegaram no local para entender a situação e se colocaram à disposição para apoio.
A dor sentida é compartilhada com todos, como é nosso dever oferecemos ajuda a família que até o momento não aceitou, as mensagens em redes sociais sugerem que a agressão partiu de um adulto, tratando-se de um espancamento segundo as publicações. Já prestamos esclarecimentos ao Conselho Tutelar e também a Polícia.
Funcionamos há 1 ano e meio e infelizmente essa fatalidade aconteceu dentro do nosso estabelecimento, pedimos publicamente perdão à Família pelo ocorrido, reiteramos nossa total oferta de ajuda e em gesto de carinho aos Pais, Mães, Crianças e Bebês que que convivem conosco diariamente deixamos o nosso pedido de desculpas pelo transtorno e um muito obrigado pelos diversos retornos positivos que temos recebidos por quem conhece nossa trajetória e dedicação com o Donabhel.
Atenciosamente,
Professora: Flávia Francielle Aguia de Lima

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.