Sala de monitoramento - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Sala de monitoramento – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

A Secretaria Estadual de Segurança Pública reinaugurou na tarde de hoje (22) em Rondonópolis, a 2ª unidade do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) no estado que reúne nova tecnologia de central de monitoramento de segurança e ligações do 190, 192 e 193. Todas as ligações para os números de emergências passam a partir de hoje a serem direcionadas para o mesmo local que contará com um total de 73 profissionais reunidos para a prestação deste serviço, sendo 33 da Polícia Militar, 35 do SAMU e 5 do Corpo de Bombeiros.

Esses profissionais terão mais rapidez e clareza nos atendimentos, com a nova tecnologia essa integração é para trazer melhoria e qualidade nos serviços públicos prestados para cada cidadão. Por exemplo em caso de uma catástrofe na cidade, é possível se atender até 100 chamadas simultâneas ao mesmo tempo, todas com monitoramento eletrônico, podendo até saber se o cidadão foi bem atendido e o serviço solicitado foi concluído.

Leia também:  Balanço de Finados | PRF registra queda de 20% em ocorrências nas rodovias estaduais
Autoridades reinauguram Cisop em Rondonópolis - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Autoridades reinauguram Cisop em Rondonópolis – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

O secretário Adjunto de Integração Operacional no estado de Mato Grosso, coronel Marcos Cunha, explica que: “O objetivo é somar as forças e trabalhar em conjunto cada uma dentro das suas atividades e funções, dando mais sensação de segurança para toda a população não só na cidade de Rondonópolis, como em todo o estado. Diminuindo os indícios de roubos e homicídios trazendo resultados mais positivos para todos. ”

A integração de informações criadas em qualquer ocorrência feita nesta unidade, vai direto para a SESP, por causa dessa sincronização é possível ter um monitoramento instantâneo de placas de carros, diminuindo o índice de roubos e furtos. Para se ter uma ideia de acordo com o coordenador estadual do Centro Integrado de Operações de Segurança, João Rainho Junior, as câmeras de monitoramento de alta tecnologia instaladas em pontos estratégicos podem inibir indivíduos com atitudes suspeitas, mesmo se estando em um grande volume de pessoas, podendo facilitar o trabalho da PM, pois já em posse das características de cada suspeito, podendo até servir de prova contundente no futuro.

Leia também:  Suspeito de matar colega de trabalho com 8 facadas é preso em MT

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.