Imagem: cartão bolsa familiaO governo de Mato Grosso deve lançou nesta quinta-feira (16) o programa ‘Pró-Família’ que deve atender 35 mil famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social no estado. O programa, que tem custo anual estimado em R$ 60 milhões, recebeu o nome de “Pró-Família” é idealizado pelo Executivo foi aprovado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, deve participar do lançamento.

O benefício será equivalente a 80% da UPF (Unidade de Padrão Fiscal) vigente de cada mês. Com a UPF atual, de R$ 130, 29, cada família deve receber, inicialmente, R$ 104,23.

e acordo com o governo, as famílias serão acompanhadas por 5,6 mil agentes comunitários de saúde. Os profissionais devem realizar um diagnóstico da situação de risco ou vulnerabilidade social das famílias.

Leia também:  MPE denuncia estudante por homicídio triplamente qualificado e requer manutenção de prisão

O objetivo do programa, segundo o governo, é promover inclusão social das famílias de baixa renda do estado. Cada família deve receber um cartão magnético, com o qual deverão adquirir produtos alimentícios com o valor repassado.
Segundo o programa, os beneficiados o auxílio é exclusivo para a compra de alimentos in natura, sendo proibida a aquisição de bebida alcoólica, produtos à base de tabaco, combustíveis e cosméticos.

As famílias assistidas poderão permanecer cadastradas no programa por um ano, prazo que pode ser prorrogado pelo mesmo período após processo de avaliação do Comitê Gestor Municipal.

O projeto diz ainda, para receber o benefício, as famílias terão obrigações como manter as crianças entre 6 e 17 anos na escola, com frequência regular de pelo menos 75%, manter as carteiras de vacinação das crianças com até 10 anos em dia e participar de cursos profissionalizantes oferecidos pelo Comitê Gestor Pró-Família.

Leia também:  MT fica em 2° lugar no ranking nacional de contratações com carteira assinada
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.