Imagem: OAB
Foto: Assessori

Representantes da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), das unidades policiais, políticos e a sociedade civil organizada de Tangará da Serra, se reuniram para discutir as metas para combater os índices criminais da regional. Durante o debate foi apresentado que no mês de janeiro de 2017 a Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Tangará obteve queda de 82% no número de homicídios, em comparação com o mesmo período de 2016.

Já no acumulado dos dois meses de 2017, houve redução de 29% dos roubos e 17 % nos furtos. “Nossa meta é ousada, mas vamos continuar o nosso trabalho com integração e ações qualificadas de repressão ao crime”, destacou o comandante da PM na região, tenente-coronel Wesney de Castro Sodré.

Leia também:  Estado arrecada quase R$ 5 milhões de impostos para transporte de madeira

A Risp de Tangará da Serra compreende outros sete municípios: Barra do Bugres, Brasnorte, Campo Novo do Parecis, Denise, Nova Olímpia, Porto Estrela e Sapezal.

Com forte atuação na pecuária e no agronegócio, a região já foi alvo de roubo e furto de gado e de defensivos agrícolas. Desde janeiro, o trabalho da Polícia Militar e da Polícia Judiciária Civil tem sido intenso com o objetivo de coibir estas práticas criminosas. “Estamos fazendo mapeamento das áreas rurais e criando vínculos de comunicação com os produtores para avançarmos nos resultados”, disse.

O delegado regional, Alexandre Morais Franco, elogiou a existência de diálogo entre as unidades na busca por melhores resultados para a sociedade. “É fundamental a interação entre as instituições de segurança. Nosso trabalho consiste em planejar e executar juntos as ações de segurança pública. Vamos continuar fazendo análises criminais periódicas e as operações integradas”, ressaltou.

Leia também:  Bruna Viola vence Grammy Latino 2017 com álbum "Melodias do Sertão"

O secretário adjunto de Operações Integradas da Sesp, coronel PM Marcos Vieira da Cunha, disse que os resultados positivos são fruto do trabalho da integração e que a discussão com a sociedade também é fundamental. “Estamos aqui porque conhecemos o engajamento dos servidores das forças de segurança e reiteramos que o governo do Estado está empenhado no fortalecimento das unidades. Nosso objetivo é discutir estratégias para o enfrentamento ao crime”, destacou.

O encontro foi realizado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Tangará da Serra. Além das autoridades locais, dos representantes da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Politec e Detran, estiveram presentes os prefeitos de Campo Novo do Parecis, Sapezal, Nova Olímpia e Denise. Participaram também os deputados estaduais, Wagner Ramos e Saturnino Masson.

Leia também:  Febre Chikungunya aumenta 116% neste ano em Mato Grosso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.