08 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil PF faz operação para apurar fraude entre o Banco Panamericano e a...

    PF faz operação para apurar fraude entre o Banco Panamericano e a Caixa

    De acordo com a PF, foram identificados três núcleos criminosos - Foto: Gabriel Luiz/G1
    De acordo com a PF, foram identificados três núcleos criminosos – Foto: Gabriel Luiz/G1

    A Justiça também determinou a indisponibilidade e bloqueio de valores de contas bancárias dos alvos. Ao todo, o montante congelado chega a R$ 1,5 bilhão. O G1 aguarda posicionamento da Caixa e do Banco Panamericano.

    De acordo com a PF, foram identificados três núcleos criminosos:

    • o de agentes públicos: “responsáveis diretos pela assinatura dos pareceres, contratos e demais documentos que culminaram com a compra e venda de ações do Banco Panamericano pela Caixa e com a posterior compra e venda de ações significativas do Banco Panamericano pelo Banco BTG Pactual S/A”;
    • o de consultorias: “contratadas para emitir pareceres a legitimar os negócios realizados”;
    • o de empresários: “conhecedores das situações de suas empresas e da necessidade de dar aparência de legitimidade aos negócios, contribuíram para os crimes em apuração”.
      Ainda segundo a corporação, os investigados devem responder por gestão temerária ou fraudulenta. As penas para esses crimes podem chegar a 12 anos de reclusão.
      Batizada de “Conclave”, a operação remete ao ritual que ocorre a portas fechadas para escolher o Papa, maior representante da Igreja Católica. Segundo a PF, neste caso investigado, as negociações entre o Banco Panamericano e a Caixa também ocorreram de forma sigilosa.
      Veja onde acontece a operação
    • 30 mandados em São Paulo
    • 6 no Rio de Janeiro
    • 6 em Brasília
    • 1 em Belo Horizonte
    • 1 em Recife
    • 2 em Londrina