Imagem: Diamantes sim
Diamantes recuperados – Foto: PM MT

Um rapaz de 18 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) na MT-270, no sentido Guiratinga-Rondonópolis, após confronto entre policiais e os assaltantes. Ele é acusado de torturar e roubar diamantes de um idoso de 74 anos em uma casa em Guiratinga (110 km de Rondonópolis) juntamente com outros suspeitos. O rapaz que seria ex-funcionário do proprietário dos diamantes, confessou ter planejado e liderado a execução do crime. A PM conseguiu recuperar 278 pedras de diamantes e três suspeitos conseguiram fugir.

De acordo com informações, a guarnição foi acionada para atender uma ocorrência de roubo envolvendo dois suspeitos, ambos armados com revólveres. Eles teriam invadido a residência e usado de extrema violência para obrigar o morador a abrir o cofre e entregar os objetos de valor.

Leia também:  Limpeza da BR-163 retira 556 toneladas de lixo por ano

Sob a mira de armas, tortura e ameaças de amputação de dedos, o idoso digitou o código que dava acesso às pedras preciosas. Na casa, estavam outros moradores, dois adolescentes de 16 anos e um jovem de 18 anos, que também foram ameaçados de morte.

Durante diligências na rodovia, na comunidade Vale Rico, ocorreu o primeiro confronto entre os policiais e a dupla do assalto e outro suspeito que conduzia um veículo. Ao perceberem que estavam cercados, os suspeitos atiraram novamente na direção dos policiais, sendo novamente revidados.

O veículo estava com quatro suspeitos no interior e durante a troca de tiros foi possível capturar 1 dos indivíduos e os outros 3 adentraram no cerrado, não sendo localizados até o momento.

Leia também:  Rondonópolis terá apresentação de trio mato-grossense

Os suspeitos ocupavam um veículo modelo Gol furtado dias atrás em Rondonópolis. Uma busca no interior do automóvel levou os policiais aos diamantes roubados. Um celular e outras peças de ouro que foram roubadas ainda não foram recuperados.

Os suspeitos que fugiram já foram identificados. Outros policiais continuam fazendo diligências na tentativa de capturá-los. O suspeito preso, os diamantes, o veículo Gol, e demais objetos que estavam no carro, inclusive um capacete, foram entregues aos policiais plantonistas da Polícia Judiciária Civil (PJC) em Guiratinga.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.