Imagem: 1000 dias
(Ilustração: Augusto Zambonato/SAÚDE é Vital)

São 270 dias de gestação mais 365 do primeiro ano de vida e 365 do segundo aninho. Eis que chegamos a 1000, soma que simboliza a principal janela de oportunidades para uma infância cheia de vigor, com impactos que se estendem por décadas. Os 1000 dias representam um conceito novo, elaborado com base em pesquisas realizadas nos quatro cantos do planeta, e que já batiza um programa da Organização das Nações Unidas para a promoção da saúde das gestantes, do aleitamento materno e de uma alimentação equilibrada desde o início da vida.

Não é à toa que o tema protagoniza o novo livro da marca SAÚDE, da Editora Abril. Em “De 0 a 1 000: Os Dias Decisivos do Bebê”, as pediatras Roseli Sarni e Fabíola Suano, professoras da Faculdade de Medicina do ABC e pesquisadoras da Universidade Federal de São Paulo, explicam de que forma essa fase molda o desenvolvimento físico e mental da criança e trazem orientações de confiança para estimular e proteger o pequeno na dose certa.

Leia também:  Primeiros resultados de uma campanha de vacinação contra a dengue

Sim, existem algumas recomendações voltadas a essa temporada — como cuidados com a dieta da mãe e, depois, do filho, prática de atividade física e controle das emoções — que fazem toda a diferença. E os efeitos são de curto, médio e longo prazo.

Isso porque, tanto no ventre materno como nos dois primeiros anos de vida, o organismo está mais sensível às influências do ambiente. É uma fase em que suas células estão em plena evolução. O corpo tem maior plasticidade, o que significa que está mais moldável a seguir um caminho ou outro. Daí a importância de algumas atitudes e intervenções que, embora sutis, são extremamente bem-vindas.

É aliando informação baseada em ciência — e não modismos ou ditos populares — a um passeio prazeroso pelas fases de desenvolvimento do bebê que esse livro se transforma em um manual de apoio para a criançada crescer forte e saudável. Ele já está disponível em bancas e livrarias de todos país. E ainda pode ser comprado pelo internet!

Leia também:  Açúcar na infância: limites mais rígidos

7 conselhos das pediatras

Algumas das orientações das autoras para o período dos 1 000 dias

Cuidar-se bem antes
O futuro do bebê começa antes de ele ser concebido. Tanto a mãe quanto o pai devem aproveitar essa fase para adotar um estilo de vida saudável.

Prezar o pré-natal
Um bom acompanhamento médico durante os nove meses reduz o risco de parto prematuro e de complicações para a mamãe e a criança.

Apostar na variedade
Um cardápio colorido e natural aumenta a exposição do bebê (mesmo na barriga da mãe) a nutrientes e sabores bem-vindos.

Mexer-se
A atividade física na gravidez otimiza o fluxo sanguíneo, provendo uma boa oxigenação para o filhote. Mas os treinos requerem orientação.

Amamentar
O aleitamento materno exclusivo até o 6º mês de vida propicia um crescimento adequado e diminui a propensão a obesidade e doenças.

Leia também:  Compare milho cozido e pipoca salgada

Brincar com o bebê
A interação com música e contação de história, além de brinquedos seguros espalhados pela casa, estimula o pequeno adequadamente.

Introduzir a comida no tempo certo
Após o 6º mês, vá devagar na introdução das papinhas. Deixe a criança ter contato com a comida e insista se ela negou de primeira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.