Os quatro hospitais filantrópicos de Mato Grosso, Hospital Geral, Santa Helena, Santa Casa de Cuiabá e Rondonópolis irão paralisar os serviços e atendimentos nas UTI’S, na próxima segunda-feira (07). Devido à falta de repasses regulares do Governo do Estado que está devendo R$ 12.760.968 para as Unidades de Terapia Intensiva – UTI e alguns serviços essenciais como os procedimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas.

A presidente da Federação das Santas Casas e dos Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso (FEHOSMT), Dra. Elizabeth Meurer disse que a dívida do Estado com as instituições vêm se arrolando desde 2015. “No ano passado elencamos uma série de perdas que estamos tendo com a falta destes repasses para a Secretaria de Estado de Saúde, mas até agora não foi feito quase nada para nos tirar desta situação”.

Leia também:  Termina período proibitivo para queimadas em Mato Grosso

Elizabeth destaca que a crise vivida pelos hospitais filantrópicos é alarmante. “Não sabemos mais como sanar essas dívidas, porque não temos mais perspectiva em mudar este cenário que nos encontramos.

Os hospitais cobram do governo o imediato pagamento do valor atrasado e a elaboração de um cronograma para não deixar que os repasses voltem a atrasar.

“Essa é uma situação insuportável, porque estamos tentando reverter essa realidade. Mas, acabamos sempre batendo contra a parede de um Estado que não está solucionando os problemas dos hospitais filantrópicos e por consequência dificultando o acesso dos pacientes aos leitos e aos procedimentos”, destaca a presidente.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.