Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT
Sirene em viatura | Foto: Arquivo – AGORA MATO GROSSO

Um homem foi baleado e morreu durante uma tentativa de assalto a um bar, na noite de quarta-feira (26), no Rio Comprido, Zona Norte do Rio. Toda a ação aconteceu na frente do filho de 10 anos da vítima.

De acordo com a mulher da vítima, o chef de cozinha Francisco Vilamar Peres, de 49 anos, foi baleado no rosto quando tentava proteger a criança durante uma tentativa de assalto a um bar na Rua Aristides Lobo, no Rio Comprido.

Segundo a esposa, o bandido colocou uma arma na cabeça do filho do casal e exigiu o telefone celular. O pai reagiu e foi atingido.

“Meu filho estava com celular na mão, jogando e quando chegou o bandido e apontou a arma para cabeça do meu filho. E mandou: passa o celular para cá, se você não me der, eu atiro. E aí foi quando meu esposo reagiu. Bandido foi e atirou. A gente fala que nunca vai acontecer com a família da gente, mas um dia ela chega, né? E para mim é um absurdo. E as autoridades que estão lá em cima poderiam ver mais por nós que estamos aqui embaixo. Afinal de contas, eles estão lá porque a gente também bota”, contou a esposa da vítima, Conceição Veras dos Santos.

Leia também:  Justiça do DF manda soltar pediatra suspeita de matar o filho de 3 anos com overdose

Depois de ser baleado na cabeça, Francisco foi levado pelos policiais para o hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio.s]/

Muito abalada, a família conta que Francisco, mesmo baleado na cabeça, ficou no corredor da emergência do Souza Aguiar. A produção do Bom Dia Rio entrou em contato com a secretaria Municipal de Saúde, mas até a publicação dessa reportagem não obteve retorno.

De acordo com outra filha do casal, a família chegou a ser avisada que o estado de saúde do pai era estável e apenas quatro horas depois o hospital comunicou a morte de Francisco.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.