De dezembro de 2017 a setembro deste ano de 2018, Chico Buarque percorreu dez cidades do Brasil e duas de Portugal com a turnê nacional do show Caravanas, cuja última parada, por ora, foi em Fortaleza (CE), totalizando 75 apresentações e público estimado em cerca de 200 mil pessoas.

Para quem não viu, o show Caravanas volta à cena neste mês de outubro em registro fonográfico. A gravadora Biscoito Fino põe no mercado, a partir de 26 de outubro, a gravação ao vivo do show – captado em áudio pelo engenheiro de som Gabriel Pinheiro e em vídeo sob direção de Joana Mazzucchelli – em CD duplo e em DVD, além da edição digital.

Em todas as formas e formatos, Caravanas ao vivo perpetua em 28 faixas as 30 músicas do show na ordem em que elas foram dispostas originalmente em roteiro que, como ressalta o texto enviado aos lojistas para anunciar a pré-venda do CD duplo e do DVD, alude ao momento de tensão social do Brasil enquanto, acima de qualquer cronologia, gravita ao redor do tempo particular do artista.

Leia também:  "Shallow" se torna o quinto single de Lady Gaga a chegar ao topo da parada

A gravação ao vivo do show Caravanas foi feita em 13 e 14 de abril, em apresentações na casa Tom Brasil, nas cidade de São Paulo (SP).
Eis, na disposição do CD duplo, as 30 músicas de Caravanas ao vivo, cuja imagem (provisória) da capa acentua detalhe do cenário do show, criação de Helio Eichabuer (1941 – 2008), artista plástico morto em julho quando Caravanas ainda passava pelo Brasil:

CD 1

1. Minha embaixada chegou (Assis Valente, 1934) /

Mambembe (Chico Buarque, 1972)

2. Partido alto (Chico Buarque, 1972)

3. Iolanda (Pablo Milanés em versão em português de Chico Buarque, 1984)

4. Casualmente (Jorge Helder e Chico Buarque, 2017)

Leia também:  Novos Talentos | Amante de diversos estilos musicais, Ana Giullia mostra ter o dom da música

5. A moça do sonho (Edu Lobo e Chico Buarque, 2001)

6. Retrato em branco e preto (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque, 1968)

7. Desaforos (Chico Buarque, 2017)

8. Injuriado (Chico Buarque, 1998)

9. Dueto (Chico Buarque, 1979)

10. A volta do malandro (Chico Buarque, 1985)

11. Homenagem ao malandro (Chico Buarque, 1977)

12. Palavra de mulher (Chico Buarque, 1985)

13. As vitrines (Chico Buarque, 1981)

14. Jogo de bola (Chico Buarque, 2017)

CD 2

1. Massarandupió (Chico Brown e Chico Buarque, 2017)

2. Outros sonhos (Chico Buarque, 2006)

3. Blues pra Bia (Chico Buarque, 2017)

4. A história de Lily Braun (Edu Lobo e Chico Buarque, 1983) /

Leia também:  Camila Cabello lança clipe vertical para "Consequences"

A bela e a fera (Edu Lobo e Chico Buarque, 1983)

5. Todo o sentimento (Cristovão Bastos e Chico Buarque, 1987)

6. Tua cantiga (Cristovão Bastos e Chico Buarque, 2017)

7. Sabiá (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque, 1968)

8. Grande hotel (Wilson das Neves e Chico Buarque, 1997)

9. Gota d’água (Chico Buarque, 1975)

10. As caravanas (Chico Buarque, 2017)

11. Estação derradeira (Chico Buarque, 1987) /

Minha embaixada chegou (Assis Valente, 1934)

12. Geni e o Zepelim (Chico Buarque, 1978)

13. Futuros amantes (Chico Buarque, 1993)

14. Paratodos (Chico Buarque, 1993).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.