Durante debate sobre o substitutivo integral do Projeto de Lei Complementar (PLC) 53/2019 aprovado na manhã do último sábado (27), pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, ‘uma pergunta sem resposta’, chamou atenção de quem acompanhava os debates.

Em um dos momentos da reunião, o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), direcionou uma pergunta ao colega parlamentar Ulysses Moraes (DC) sobre qual era o valor cobrado de Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) em Mato Grosso.

Por sua vez, o nobre deputado do partido Democracia Cristã (DC) disse não ter entendido a pergunta e pediu para que fosse refeita. Porém, mais uma vez Ulysses não soube responder.

Na sequência veio outro deputado, Lúdio Cabral do PT. Na sua fala, Lúdio tirou “onda” com o parlamentar. Deputado Lúdio Cabral do PT, “Ulisses do céu pelo amor de Deus, você é um deputado tão jovem. Está claro na Lei, se a empresa quiser obter o benefício fiscal ela precisa recolher o Fethab – Fundo Estadual de Transporte e Habitação. Agora, além de usar o incentivo fiscal, ficará desobrigada a recolher o Fethab. Pelo amor de Deus, pelo amor de Deus. Haja licença para um determinado setor econômico. Não dá para ficar em silêncio diante de uma proposta dessa natureza. Você quer redução de 75% de ICMS do algodão, então você precisa pagar o Fethab” indagou Lúdio.

A falta de conhecimento do deputado Ulysses acabou tirando muitas risadas dos colegas, como é possível ver no vídeo.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.