Imagem: sequestro onibus ponterioniteroi 20082019071420733
Sequestrados faz ônibus com passageiros reféns por mais de 3h30 – Foto:
Reprodução/Record TV

Após quatro horas de negociações, o homem que sequestrava um ônibus na ponte Rio-Niterói foi morto pela Polícia Militar. O suspeito fez 37 pessoas reféns em um ônibus durante a manhã desta terça-feira (20). O suspeito havia descido do ônibus e arremedado um objeto em direção aos negociadores, no momento que foi ao chão.

Segundo informações da Record TV Rio, o sequestrador não resistiu aos ferimentos. Não se sabe sobre o estado de saúde dos reféns que ainda estavam no coletivo. Ambulâncias estão no local fazendo atendimento ao suspeito e aos passageiros.

Sequestrador teria dito a reféns que “estava com problemas pessoais”

Após mais de quatro horas do sequestro de um ônibus na ponte Rio-Niterói, o marido de uma das vítimas, mantidas reféns no coletivo, teria recido uma mensagem da mulher afirmando que o sequestrador disse aos reféns que está com problemas pessoais e que não quer fazer mal a ninguém.

A informação não foi confirmada pela polícia, mas, de acordo com relatos de testemunhas, ele fala frases desconexas, está armado e possui garrafas de gasolina. A ponte Rio-Niteroi está totalmente interditada, os motoristas desviam pelos bairros para desviar da estrutura por conta da interdição.

De acorco com informações da Record TV, os reféns estão amarrados no interior do veículo. Os pais do sequestrador se dirigiram para a delgacia de Alcântara, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Sequestro

O ônibus 2520, da empresa Galo Branco, que faz o trajeto Jardim de Alcântara-Estácio, foi atravessado na ponte por volta das 6h. O suspeito teria embarcado no veículo às 5h30 e se identificado como policial militar antes de entrar armado. Atiradores de elite também estão posicionados.

Por meio de nota, a Polícia Militar afirmou que a Secretaria de Estado de Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuam na ocorrência com reféns na Ponte Rio-Niterói nesta terça.

“Inicialmente, policiais militares de Unidades da Corporação – 12ºBPM (Niterói), Corregedoria e Rondas Especiais e Controle de Multidões (RECOM) – e agentes da PRF fizeram o cerco ao coletivo, que trafegava na pista sentido Rio da via. O Batalhão de Ações com Cães (BAC) e o Batalhão de Operações Policias Especiais (BOPE) foram acionados ao local. Até o momento, quatro vítimas foram liberadas.”

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.