Amanda Gabriele Belém, de 16 anos, foi assassinada na noite de quinta-feira (05/9), em Chapada dos Guimarães. O crime deixou os moradores da cidade assustados e revoltados.

O pai de Amanda, Jeffeter de Jesus Belém, também foi assassinado. O suspeito é Luiz Felipe da Silva, de 24 anos. Ele não aceitava o término do relacionamento com Amanda, eles ficaram juntos por oito meses.

Quando Amanda terminou o namoro foi ameaçada de morte por Luiz. No dia 25 de agosto ele foi atrás da adolescente e pediu para conversar, ela aceitou e acabou estuprada. No boletim de ocorrência que ela registrou denunciando o crime ela disse que Luiz apontou uma arma para ela e a forçou a manter relações sexuais com ele.

Com esta mesma arma o rapaz foi até a comunidade quilombola da Lagoinha na noite de quinta-feira e chamou por Amanda, quando ela saiu na frente da casa, ele atirou nela. O pai de Amanda saiu desesperado para defender a filha e também foi baleado e morto.

O suspeito ainda entrou na casa e atirou na mãe de Amanda, que resistiu ao ferimento e está internada no Pronto Socorro de Várzea Grande.

Amanda possuía uma medida protetiva contra o suspeito expedida pela justiça após a denúncia de estupro. O documento proibia que Luiz se aproximasse de Amanda, a distância mínima exigida era de 400 metros.

Após cometer o duplo homicídio o suspeito fugiu de moto e ainda não foi localizado pela Polícia.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.