31 de outubro de 2020
Mais
    Capa Entretenimento Moradora das Bahamas abriga 97 cães em casa para protegê-los de furacão
    SOLIDARIEDADE

    Moradora das Bahamas abriga 97 cães em casa para protegê-los de furacão

    Chella Phillips dirige uma ONG para tratar de cachorros de rua

    Imagem: 20841822 1439182449492500 9056230110026979650 n (1)
    Chella Phillips, das Bahamas: noite sem dormir limpando coco sem parar – Foto: Facebook/Reprodução

    Uma mulher resgatou e abrigou 97 cachorros sem dono para protegê-los do furacão Dorian. Chella Phillips é de Nassau, capital das Bahamas. E deu certo!

    Ela postou fotos dos bichinhos no quarto e pediu ao seguidores para fazerem o mesmo, para que eles não sofressem durante a passagem do furacão Dorian, que atingiu a cidade na segunda-feira, 02.

    Imagem: mulher cachorros 2 e1567591579751
    Animais resgatados – Foto: reprodução

    “Cada um dos meus bebês merece ter um lar carinhoso, então, por favor, eu imploro para que os resgatantes os ajudem”, escreveu.

    Segundo a publicação, só no quarto dela havia 79 animais.

    Imagem: mulher cachorros 3 e1567591601252
    Animais na casa – Foto: reprodução

    “Tem sido insano desde segunda à noite. Cocô e xixi sem parar, mas ao menos eles respeitam minha cama e ninguém nem ousa pular”, contou a mulher.

    Se teve briga entre eles? Ela garante que não!

    Chella Phillips contou que os cachorros não se importam com a chegada de outros cães no espaço deles porque não são “como os humanos egoístas que maltratam e abusam eles ou simplesmente passam por eles e os deixam morrer na rua”.

    Chella participa da entidade “Voiceless Dogs of Nassau” (Cachorros sem Voz de Nassau).

    Em entrevista à rede de TV CNN, um dos diretores da entidade contou que a ela funciona como um “grupo de uma mulher”, que dá assistência a mais de 200 cães sem casa todos os anos, com pouco auxílio, e que, durante 15 anos, “ela vem encontrando lugar para os animais nos Estados Unidos”.

    O furacão

    O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, informou na segunda-feira que ao menos cinco pessoas morreram nas Ilhas Ábaco por causa da passagem do furacão Dorian, que atingiu o arquipélago na categoria 4.

    A expectativa é de que ele ameace nesta semana algumas regiões dos EUA, nos estados da Flórida, das Carolinas do Norte e do Sul e da Geórgia.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS