Imagem: Fred cruzeiroUm novo levantamento feito pelo Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) mostra que o prognóstico em relação a possível queda do Cruzeiro para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro é preocupante. Pela análise da universidade. a Raposa tem 73,1% de risco de ser rebaixada.

O risco ficou ainda maior após o empate do time celeste por 1 a 1 com a Chapecoense, no domingo, em Chapecó. O Cruzeiro teve os três pontos na mão até os 50 minutos do segundo tempo, quando levou o empate de Camilo.

Outro dado levantado pela UFMG é da pontuação mínima que um time terá de fazer para se safar da degola. O Departamento de Matemática da UFMG calcula que entre 43 a 45 pontos, um time poderá evitar o rebaixamento. Se o time marcar 41 ou menos, o risco de queda aumenta muito.

O Cruzeiro chegou aos 22 pontos e está na 18ª posição, a três pontos do CSA, que está em 17º, com 25 e quatro do Ceará, o primeiro time fora do Z4. Confira abaixo os percentuais de risco de cada equipe da Série A.

Ameaça de rebaixamento
Chapecoense – 96,7%
Avaí – 95,8%
Cruzeiro – 73,1%
CSA – 43,5
Ceará – 36,6%
Fortaleza – 22,3%
Fluminense – 10,4%
Atlético – 7,7%
Botafogo – 7%
Vasco – 6,2%

Pontuação mínima para não cair e as chances de queda
45 pontos – 0,65%
44 pontos – 2,6%
43 pontos – 8%
42 pontos – 19,1%
41 pontos – 36,4%
40 pontos – 56,8%
39 pontos – 75,4%

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.