Imagem: cocô
Foto: reprodução

A empresa norte-americana Seed está desenvolvendo uma inteligência artificial para identificar doenças gastrointestinais. Para isso, são necessárias 100 mil fotos de fezes para realizar testes e estudar a saúde intestinal de homens e mulheres do mundo.

Uma equipe médica irá examinar cuidadosamente todas as imagens recebidas. Os gastroenterologistas vão classificar as fotos recebidas em sete categorias de acordo com a Escala de Bistrol, uma escala médica destinada a classificar a forma das fezes humanas.

Em entrevista ao The Verge, a Ara Katz, co-CEO e co-Fundadora da companhia, disse que nossas fezes são amostras diretas da nossa saúde e do microbioma, comunidade de bactérias que vivem em nossos corpos.

Nos EUA, por exemplo, 1 em cada 5 pessoas tem doenças intestinais crônicas, como a síndrome do intestino irritável.

Para contribuir com a pesquisa da empresa, basta acessar o site seed.com/poop/ pelo seu smartphone, fotografar o cocô, registrar seu e-mail e identificar que momento do dia em que foi ao banheiro.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.