Imagem: 7ce1b41d 6109 4d0e ad62 a713ecba30b6
Seguranças de posto são presos atuando de forma irregular – Foto: Divulgação/PM

Dois seguranças de um posto de combustível, localizado no bairro Parque do Sabiá, em Várzea Grande, foram presos na noite desta quarta-feira (27), por exercício ilegal da profissão, porte ilegal de arma de fogo e ameaça.

Edvando Rodrigues de Lima, 43 anos e Francisco Fagner da Silva Alves, 27 anos, foram detidos com armas e coletes à prova de bala. Os suspeitos trabalham de forma ilegal, pois não possuem curso de formação para seguranças. Segundo Policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar, a guarnição foi acionada após um desentendimento entre um cliente e o segurança do posto de combustível.

A vítima, que é caminhoneiro, disse aos policiais que parou no estabelecimento com a família em busca de água para fazer a mamadeira da filha de três anos. O segurança se aproximou dele e disse que não poderia estacionar naquele local. Houve uma breve discussão entre eles e a vítima pediu para falar com o gerente do posto.

Conforme o caminhoneiro, Francisco se incomodou e sacou a arma que estava em sua cintura, apontando a, para a caminhoneiro. Disse ainda que não iria chamar ninguém porque quem mandava ali era ele. O acusado com a ajuda do outro segurança, começou a fazer fotos do caminhão, da vítima e da família que estava no interior do veículo, momento em que a PM foi acionada.

Ao chegar no local a guarnição conversou com os seguranças que mostraram dois revólveres calibres 38, ambos municiadas. Eles não possuem porte de arma por isso foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande para as providências necessárias. As armas, as placas balísticas e as munições foram apreendidas.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.