02 de dezembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Política Chico Clemente promete construção de hospital regional
    TANGARÁ DA SERRA

    Chico Clemente promete construção de hospital regional

    Candidato também falou de temas como educação e apoio à agricultura familiar

    O engenheiro Francisco Carlos Clemente, o Chico Clemente, candidato à prefeito da cidade de Tangará da Serra pela coligação “Por um governo solidário e mais saúde” (PSD, Patriota, PSB e DEM) afirmou que pretende viabilizar a construção de um hospital regional na cidade. Ele foi entrevistado pela TV Vale, afiliada da Rede Record, e também afirmou que a saúde pública será sua prioridade, mas falou de seus projetos em outras áreas.

    Como já é de praxe, o próprio candidato sorteou um tema para responder, no caso a saúde, e Chico Clemente afirmou que este é um dos maiores problemas para a próxima gestão resolver, criticando o quadro atual da saúde pública no município, que segundo ele tem deixado as pessoas abandonadas à própria sorte e que precisa de uma estrutura hospitalar com centro cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Precisamos fazer com que esse município tenha saúde pública para atender as pessoas que moram na cidade, os nossos impostos são feitos para isso: para fazer acontecer com que as pessoas que estão lá no final, as pessoas mais carentes, tenham a possibilidade de serem atendidas pelo poder público”, disse o candidato.

    Para resolver a situação, Clemente se comprometeu a viabilizar a vinda de um hospital regional para a cidade. “Nós vamos atrás do Governo do Estado e vamos trazer um hospital regional para cá. Enquanto não conseguirmos construir o hospital regional, nós vamos fazer com que esse nosso hospital que tem cem leitos se torne uma referência estadual, para que possamos fazer com que nossos municípios vizinhos possam vir serem atendidos em Tangará da Serra”, continuou.

    Clemente externou que com a vinda desses pacientes, viriam também seus parentes para cuidar dessas pessoas doentes, o que acabaria por movimentar o comércio local, gerando empregos e renda para a cidade.

    Ele ainda se comprometeu a atuar para que a escola agrícola existente na cidade possa formar mão de obra especializada para o campo, o que segundo ele não acontece no momento, e a ajudar a estruturar a agricultura familiar. “Não adianta você mandar o cidadão para o campo e não dar condições para ele produzir”, afirmou, se comprometendo a levar água encanada e estrutura para os assentamentos da zona rural da cidade.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS