13 de março de 2021
Mais
    Capa Destaques Mãe procura por filha desaparecida desde o último dia 11
    DESESPERO

    Mãe procura por filha desaparecida desde o último dia 11

    A menor teria problemas mentais e está a mais de uma semana sem tomar seus medicamentos

    Imagem: Mae procura a filha desaparecida Mãe procura por filha desaparecida desde o último dia 11
    A mãe da menor está desesperada à procura de informações do paradeiro da menor – Foto Vandréia de Paula/TV CIDADE RECORD

    A família da menor Maria Steffane da Silva Santos, de idade de apenas 17 anos, está à procura da mesma. Ela está desaparecida de sua família desde o último dia 11 deste mês, e até o momento não foi localizada.

    De acordo com a mãe da menor, Marinita da Silva Santos, a menor tem problemas mentais e essa não é a primeira que ela foge da família, mas em todas as vezes anteriores, ela foi localizada e voltou para casa no mesmo dia. Houve uma única vez em que ela ficou desaparecida por três dias, mas foi localizada perambulando nas proximidades do shopping.

    A mãe conta que no mesmo dia procurou pela 1ª Delegacia de Rondonópolis e registrou um Boletim de Ocorrência falando do desaparecimento de sua filha, assim como procurou no dia seguinte a Delegacia da Mulher, mas os policiais ainda não conseguiram localizar a menor.

    Imagem: Maria Steffane Mãe procura por filha desaparecida desde o último dia 11
    A menor está desaparecida desde o último dia 11 e a família está desesperada em busca de informações sobre seu paradeiro – Foto Divulgação

    Informações desencontradas dão conta de que a menor teria sido vista na região rural do Marajá, onde teria pedido água em um sítio. Questionada pela moradora do sítio sobre o que a menor estaria fazendo ali, ela respondeu que estaria fazendo uma caminhada.

    Outra informação dá conta de que a menor teria entrada em um veículo Saveiro de cor branca e seguido em direção à comunidade rural do Marajá.

    Desesperada, a mãe da menor pede que a população ajude a localizar a menor, que faz uso de remédios de uso controlado e está a dias sem tomar os mesmos. “Eu peço, pelo amor de Deus, encarecidamente, que a pessoa que viu ela, que sabe onde ela está, que procure a família, entre em contato comigo, me fale alguma coisa. Quero minha filha de volta em casa comigo”, desabafou dona Marinita, entre lágrimas.

    ela relata ainda que, no momento em que desapareceu, a menor usava uma blusa preta coma frente branca, uma saia vermelha longa e chinelos Havaiana no pé.

    Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro da menor, que entrem em contato com a polícia ou entre em contato com a família pelo telefone (66) 98137-0719.