08 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Governo decide prorrogar restrições para 'salvar vidas' em Mato Grosso
    ATÉ 4 DE ABRIL

    Governo decide prorrogar restrições para ‘salvar vidas’ em Mato Grosso

    Só em Rondonópolis mais de 40 pessoas aguardam vagas em UTIs; situação é crítica em 16 cidades

    Imagem: MauroMendes scaled Governo decide prorrogar restrições para 'salvar vidas' em Mato Grosso
    Governandor Mauro Mendes – Foto: Divulgação

    O governo estadual decidiu prorrogar até o dia 04 de abril as medidas restritivas adotadas para conter o avanço da pandemia de Covid-19 em Mato Grosso. A informação foi confirmada na manhã de hoje (16) e o novo decreto deve ser publicado na edição desta terça-feira do Diário oficial. Com isso permanece a proibição das atividades econômicas no período após as 19 horas e também o toque de recolher, das 21 até as05 horas (veja a lista abaixo).

    Conforme o governador Mauro Mendes a decisão foi necessária devido ao aumento no número de contaminados e também à superlotação nas unidades hospitalares. O estado praticamente já não tem leitos de UTIs disponíveis. O governo estima que pelo menos 80 pessoas aguardam vagas de UTI no Estado, mas este número pode ser bem maior.

    Conforme levantamento divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Saúde, 16 municípios estão classificados como de ‘alto risco’ para o Coronavírus. Entre eles está Rondonópolis, onde mais de 40 pessoas aguardam por leitos de UTI.

    Também estão na lista de alto risco as cidades de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Campo Verde, Cláudia, Cuiabá, Guarantã do Norte, Lucas do Rio Verde, Peixoto de Azevedo, Poconé, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Sinop, Sorriso e Várzea Grande.

    “Precisamos conter a circulação do vírus, é uma questão de salvar vidas. O Governo está fazendo tudo que está ao seu alcance para abrir mais leitos de UTIs, um esforço de todos os servidores, porque precisamos oferecer tratamento para quem necessita. Mas, se não houver colaboração de cada um para usar máscara e não aglomerar, não teremos condições para atender a todos. E isso é o que nos preocupa nesse momento”, destacou o governador Mauro Mendes.

    Veja a seguir as restrições que foram mantidas pelo governo para os 141 municípios de Mato Grosso:

    – De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, imprensa, hospedagem, serviços de guincho, segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo. 

    – Supermercados poderão funcionar nos sábados das 5h às 19h. Aos domingos até o meio-dia. 

    – Restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h. 

    – Fica autorizado o funcionamento de restaurantes e congêneres nas modalidades take-away e drive-thru somente até às 20h45m. 

    – Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local. 

    – Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas. 

    – Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h. 

    – O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente. 

    – Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação. 

    – Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.