16 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Políticos e gestores discutem repasses para Santa Casa de Rondonópolis
    Diálogo

    Políticos e gestores discutem repasses para Santa Casa de Rondonópolis

    A reunião foi convocada pelo movimento SOS Santa Casa e foi realizada de forma híbrida com parte das autoridades presentes e outra parte por vídeoconferência

    Representantes da Prefeitura, da Câmara Municipal, da Assembleia Legislativa e também da bancada federal participaram ontem (15) de uma reunião com diretores da Santa Casa para discutir os problemas em repasses de recursos ao hospital. A reunião foi convocada pelo movimento SOS Santa Casa e foi realizada de forma híbrida com parte das autoridades presentes e outra parte por vídeoconferência.

    Mais uma vez a direção do hospital destacou os problemas causados pelo atraso nos recursos referentes ao pagamento de procedimentos realizados por meio do SUS. A situação é antiga, mas ganhou contornos mais graves devido ao aumento da procura causado pela pandemia de Covid.

    Além do aumento na demanda e dos transtornos decorrentes no atraso dos pagamentos, houve também reclamações sobre a defasagem nos valores da tabela SUS – usada para calcular a remuneração dos procedimentos. Segundo o hospital, os valores não cobrem o custo real e isso amplia as dificuldades para manter os atendimentos.

    As queixas referentes à demora nos repasses foram feitas diretamente aos vereadores e também ao vice-prefeito, Aylon Arruda. O deputado estadual Nininho se comprometeu a agendar uma nova reunião com representantes do Governo do Estado para discutir o que pode ser feito visando ampliar os recursos e dar mais transparência e agilidade aos repasses.

    Já a correção da tabela SUS, antiga reivindicação dos gestores de hospitais em todo o país, depende do Governo Federal, através do Ministério da Saúde. É uma discussão mais complexa e que por enquanto não tem previsão de solução.

    O presidente da Câmara, Roni Magnani, e os vereadores presentes reafirmaram a disposição de atuar como mediadores do diálogo entre a Santa Casa e a Prefeitura. Eles também disseram que vão avaliar o que pode ser feito no âmbito do Legislativo Municipal para destravar os pagamentos – que são efetuados através da Prefeitura de Rondonópolis.

    Além dos dirigentes do hospital e de representantes do movimento ‘SOS Santa Casa’, Tânia Balbinoti, participaram da reunião de forma presencial o vice -prefeito Aylon Arruda, o deputado Nininho, o presidente da Câmara, Roni Magnani, e os vereadores Subtenente Guinancio, Dr. José Filipe e Paulo Schuh, e Cido Silva (que representou também o deputado Sebastião Rezende). Participaram por videoconferência o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi, o deputado Federal Neri Gueller ( Live) e deputado estadual Claudinei Lopes.