02 de agosto de 2021
Mais
    Capa Destaques 'Botão de Pânico' projeto auxilia mulheres em situação de risco e violência
    PROJETO ÂMAGO

    ‘Botão de Pânico’ projeto auxilia mulheres em situação de risco e violência

    O Âmago é o único dispositivo do país com esta tecnologia em que a mulher não precisa pegar no celular para fazer o pedido de socorro

    Imagem: botao do panico 'Botão de Pânico' projeto auxilia mulheres em situação de risco e violência
    Botão do pânico – Foto: Andréia Oliveira / TV CIDADE REDORD

    O aplicativo ‘Âmago’ que auxilia mulheres de todo o Brasil em situação de risco e violência, comemora um ano de existência nesta terça-feira (4).

    O Âmago é uma startup paranaense que surgiu em maio de 2020, em plena pandemia, para ajudar mulheres em situação de risco e violência. Trata-se de um botão de pânico portátil que funciona junto a um aplicativo de smartphone.

    Quando acionado, o botão envia um comando para o app, que emite um alerta imediato para cinco contatos da rede de apoio da mulher, avisando que ela está em risco, e ainda fornece a sua localização em tempo real. Desta forma, as pessoas notificadas podem ir até ela ou informar os órgãos responsáveis.

    Imagem: sandra raquel associacao mulheres 'Botão de Pânico' projeto auxilia mulheres em situação de risco e violência
    Sandra Raquel, presidente da Associação das Mulheres de MT – Foto: Andréia Oliveira / TV CIDADE RECORD

    “O projeto nasceu no início da pandemia e nós nos tornamos parceiros deste projeto. Qualquer mulher vítima ou não da violência doméstica pode ter esse botão do pânico. Muitas vezes a mulher trabalha ou estuda a noite, mora sozinha, você mulher que precisa de uma proteção, primeiro a gente fala que quem tem que chegar primeiro é a Polícia,
    qualquer emergência ligue 190, depois use essa ferramenta, as cinco pessoas cadastradas vão poder te ajudar”, esclarece a presidente da Associação Das Mulheres de MT, Sandra Raquel.

    O Âmago é o único dispositivo do país com esta tecnologia em que a mulher não precisa pegar no celular para fazer o pedido de socorro.

    A ferramenta é gratuita para as usuárias, basta que elas se cadastrem no site www.amago.app e aguardem na fila de espera.

    Os botões são financiados através de doações de empresas parceiras ou pessoas engajadas na causa e que apoiam o projeto. Até setembro de 2021, a empresa já está comprometida com o auxílio a mais de mil mulheres através do botão, mas esse número tende a aumentar com novos apoiadores e parcerias.

    Em Mato Grosso, as mulheres contam com este dispositivo e tem o apoio da Associação em Defesa e Garantia dos Direitos das Mulheres de Mato Grosso, que tem como presidente, Sandra Raquel Mendes.

    Os números da violência contra a mulher impressionam no país. A cada dois segundos, uma mulher sofre algum tipo de violência, e a cada sete horas uma mulher é vítima de feminicídio.