Mais
    AgoraMT Esportes Brasil vira contra russas e está na semi do vôlei feminino em...
    TÓQUIO 2020

    Brasil vira contra russas e está na semi do vôlei feminino em Tóquio

    Em jogo emocionante contra o Comitê Olímpico Russo, brasileiras venceram por 3 sets a 1, nas quartas de final da Olimpíada

    Imagem: volei fem toquio Brasil vira contra russas e está na semi do vôlei feminino em TóquioDuas das principais seleções do mundo, Brasil e Rússia, que joga oficialmente sob o nome de Comitê Olímpico Russo, fizeram na manhã desta quarta-feira (4) um grande jogo pelas quartas de final do vôlei feminino dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. As brasileiras ganharam por 3 sets a 1 (parciais de 23/25, 25/21, 25/19 e 25/22), e estão na semifinal.

    Na semifinal, o Brasil enfrenta a Coreia do Sul. Quem passar desse confronto, joga a final contra a vencedora da disputa entre Estados Unidos e Sérvia na disputa pelo ouro olímpico.

    1º set

    O Comitê Olímpico Russo começou tomando conta da partida e abrindo 4 a 0. O Brasil conseguiu encostar, deixando 5 a 4, mas as russas mantiveram os três pontos de vantagem em seguida, ficando à frente no início do jogo.

    A russas voltaram a abrir cinco pontos de vantagem, ao ficar 16 a 11. O Comitê Russo manteve a vantagem até abrir 19 a 14. Depois disso, as brasileiras encostaram, chegando a ficar 20 a 19, com a menor vantagem das russas no placar até esse momento primeiro set.

    Na reta final do set, o Comitê Olímpico Russo fez 23 a 19. Mas as brasileiras voltaram a encostar e, antes da russas chegarem ao set point, o placar ficou 23 a 22. Depois, as duas trocaram pontos e o primeiro set terminou em 25 a 23, com 31 minutos de jogo.

    2º set

    O segundo set começou equilibrado, e o Brasil chegou pela primeira vez à frente do placar no jogo ao virar para 3 a 2. No entanto, a primeira vantagem de dois pontos no set foi para o Comitê Olímpico Russo, que fez 6 a 4. Na sequência, as russas ainda ampliaram a vantagem e chegaram a abrir 8 a 4.

    As russas abriram seis pontos de vantagem quando fizeram 14 a 8, sendo a maior vantagem no set. As brasileiras começaram a diminuir a vantagem quando o Comitê Russo fez o 15º ponto, saindo de seis para um pontos atrás do placar (15 a 14).

    O Brasil chegou ao empate de 16 a 16. No ponto seguinte, a arbitragem deu ponto brasileiro, mas as russas pediram o desafio e o vídeo apontou que o ponto era mesmo do Comitê Russo, mantendo o Brasil atrás do placar. Mas não por muito tempo, já que as brasileiras fizeram três pontos seguidos, deixando 19 a 17.

    A reta final do segundo set foi muito quente. O Brasil, pela primeira vez no jogo, chegou a abrir três pontos de vantagem, quando fez 21 a 18, e cada ponto era uma batalha. Depois que abriu a vantagem, as brasileiras mantiveram o controle e, com 32 minutos de jogo, fecharam em 25 a 21.

    3º set

    Assim como nos dois primeiros sets, o Comitê Olímpico Russo também começou o terceiro set à frente do placar. No entanto, dessa vez as russas só fizeram o primeiro ponto, e o Brasil virou. As duas seleções trocaram pontos, e a primeira vantagem no set foi brasileira, quando abriu 6 a 3.

    As duas seleções trocaram pontos, com Brasil três à frente, até os 10 a 7. Depois disso, as brasileiras ampliaram a vantagem, abrindo 12 a 7, e ficando na situação mais confortável no jogo até o momento.

    O Brasil ficou com boa vantagem no placar até fazer 15 a 11. O Comitê Russo, então, começou a se recuperar, e fez três pontos seguidos para encostar no placar. Para acalmar o jogo, o técnico brasileiro, José Roberto Guimarães, pediu tempo e a seleção voltou a controlar a partida. Na volta, chegou a trocar pontos, até abrir em 21 a 17.

    O Brasil dominou os pontos finais, e fechou o terceiro set em 25 a 19, com 28 minutos de jogo.

    4º set

    As russas novamente iniciaram o set em vantagem, e abriram 2 a 0. Mas rapidamente o Brasil virou e deixou o placar em 4 a 3. Na sequência, as brasileiras abriram dois pontos e mantiveram a vantagem no início do quarto set.

    A primeira grande vantagem do quarto set foi brasileiro, quando abriu 12 a 8. As russas, então, fizeram três pontos seguidos, diminuindo para 12 a 11. Depois disso, as brasileiras chegaram a abrir três de vantagem, fazendo 15 a 12.

    Com três pontos atrás do placar, as russas se recuperaram, fizeram cinco pontos seguidos, virando o placar para 17 a 15. As brasileiras fizeram dois seguidos, empataram, e as duas seleções, novamente, voltaram a trocar pontos, com o Comitê Russo ficando um à frente, até a virada em 20 a 19 — e ampliar a vantagem em três pontos (22 a 19).

    O comitê russo tirou novamente a vantagem brasileira, fez três pontos seguidos e empatou em 22 a 22. Mas no ponto seguinte o Brasil já retomou a vantagem no placar, e encaminhou a vitória em 25 a 22, em 31 minutos.

     

    Importantes

    CORONAVÍRUS

    Semana termina sem mortes por Covid em pelo menos 1.830 cidades

    A Covid-19 poupou a vida de moradores de 1.830 cidades do país nesta semana. Os dados são da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), que...
    DECISÃO DO STF

    Contato com povos indígenas isolados permanece proibido por causa da covid

    O Supremo Tribunal Federal (STF) reiterou nesta semana o ingresso de qualquer pessoa em áreas indígenas habitadas por povos isolados no território nacional. A...
    FERROVIA DA INDÚSTRIA

    “É o projeto ferroviário que mais apoia o crescimento industrial do nosso Estado”

    A construção da 1ª Ferrovia Estadual de Mato Grosso, ligando os municípios de Lucas do Rio Verde e Cuiabá até Rondonópolis, será de grande...
    PARADESPORTO

    Esportistas de Mato Grosso disputam Superliga da Europa de Goalball

    Integrantes de equipes mato-grossenses, os atletas paralímpicos Romário Marques e Carol Duarte, e o técnico Altemir Trapp participarão da Superliga da Europa de Goalball,...
    SAÚDE

    Covid-19 | Rio tem queda de 30% no número de óbitos por SRAG

    O Mapa de Risco da Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (24), indica uma queda de 30% no número de óbitos provocados pela covid-19 e uma...
    PEIXOTO DE AZEVEDO

    Homem que cometeu abusos sexuais contra afilhada é preso

    Um homem que praticou abusos contra a afilhada foi preso pela Polícia Civil, em Peixoto de Azevedo (MT), depois que Delegacia do município foi...
    INFLAÇÃO

    Milho dispara 50% em um ano e encarece carne de frango e ovos

    Opções de proteína mais baratas do que as carnes vermelhas, o frango e os ovos não têm aliviado o bolso das famílias e também...
    ALTA FLORESTA

    Crianças mantidas em cárcere privado pelo próprio pai são resgatadas pela PC

    A Polícia Civil em Alta Floresta (MT) conduziu as negociações de uma ocorrência de cárcere privado e violência doméstica e libertou quatro vítimas que...
    EVOLUÇÃO

    Caixa lança nova versão do aplicativo Bolsa Família

    Os beneficiários do Bolsa Família têm à disposição a nova versão do aplicativo do programa. A principal mudança consiste no acesso, que passa a...

    Ferrovia é o modal mais eficiente para o agronegócio brasileiro

    O Brasil é o segundo maior exportador de grãos do mundo. Em 2020, 122 milhões de toneladas foram enviadas ao exterior. Para a próxima...
    “FEDERAÇÃO PARTIDÁRIA”

    Maior site jurídico do País repercute artigo de advogados de MT

    O Consultor Jurídico, popularmente conhecido como Conjur – mais influente site sobre Justiça e Direito em língua portuguesa – repercutiu, nesta terça-feira (17), um...

    Em meio à crise, cidade projetada com foco no agronegócio se desenvolve no meio de Mato Grosso

    O Brasil enfrentou uma das maiores crises econômicas da sua história. Na verdade, o mundo todo está em crise. Quem iria imaginar, que de...
    APOSENTADOS OU PENSIONISTAS

    Saiba como se livrar do Imposto de Renda com a Agiliza Isenções

    O benefício é um direto daqueles que possuem alguma doença grave ou que sejam portadoras de alguma deficiência (PCD). Confira abaixo quais são elas O Imposto...

    Editoriais