Mais
    Agora MT Notícias O salto no escuro dos políticos
    EDITORIAL

    O salto no escuro dos políticos

    Os políticos, se quiserem trocar de partido, terão de fazê-lo sem as cartas todas na mesa

    FONTE
    VIA

    Imagem: AGORA com Vanzeli O salto no escuro dos políticos

    A assim chamada “terceira via” das eleições para presidente não decola. Ciro Gomes (PDT), Sérgio Moro (Podemos), João Dória (PSDB) e outros não chegam aos dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto. Com isto, fica cada vez mais provável uma polarização entre as candidaturas de Bolsonaro e Lula, o que pode pegar muitos políticos de surpresa. Explico.

    Lula tem reiterado o discurso de união dos diversos espectros políticos para arrematar a eleição já no primeiro turno. Bolsonaro, a seu turno, adverte o país para o risco da volta da “cleptocracia” que marcou os governos do PT. Com isso, os partidos políticos começam, cada vez mais, a se aglutinar ao redor desses dois players. Tal aglutinação pode se dar por meio de uma coligação ou de uma federação partidárias. E é aí, que mora o perigo. Para os políticos.

    Com o fim das coligações partidárias para as disputas proporcionais (cargos de vereador, deputado estadual e federal), a figura da federação partidária acabou sendo criada. Diferentemente da coligação, a federação partidária vale por 4 anos (ou seja, ela definirá as alianças nas eleições municipais de 2024, inclusive) e verticaliza as alianças, ou seja, vale para os pleitos nacionais, estaduais e municipais.

    O problema (para os políticos) da federação de partidos é que o TSE, ao estabelecer o calendário eleitoral para este ano, fixou a janela partidária (momento em que o parlamentar pode mudar de partido sem perda do mandato) até 1º de abril, enquanto que a formação da de federação de partidos pode ser feita até 31 de maio.

    Ou seja, os políticos, se quiserem trocar de partido, terão de fazê-lo sem as cartas todas na mesa. É realmente possível que eles sejam pegos no “contrapé” de uma aliança eleitoral para a qual ele sequer contribuiu em sua criação, posto que tais definições se dão no âmbito federal. Pelo visto, os pré-candidatos terão que ter um toque de “mãe Diná” esse ano.

    Relacionadas

    Policiais do Bope salvam recém-nascido engasgado e desacordado

    Policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizaram um ato heroico ao salvarem um bebê recém-nascido, de apenas 17 dias, que estava se...

    Motorista não percebe faixa elevada na Bandeirantes, perde controle do carro e bate em árvore

    Por pouco, mais um acidente em uma faixa elevada em Rondonópolis não terminou em tragédia. O motorista de um Fiat Strada perdeu o controle...

    Dois trabalhadores seguem soterrados após desabamento em empresa e força tarefa trabalha no local

    Duas pessoas continuam soterradas após o desabamento de uma estrutura metálica em uma empresa de fertilizantes na madrugada deste sábado (14), no Distrito Industrial,...

    Professora e o filho de 11 anos são as primeiras vítimas identificadas em acidente na BR-163

    Os primeiros identificados do acidente entre um ônibus e uma carreta, trata-se de uma professora sendo Sidinei Oliveira Cardoso, 48 anos e o seu...

    Matheus Nascimento é convocado e irá desfalcar o Botafogo

      Joia do Botafogo, o atacante Matheus Nascimento foi novamente convocado pelo técnico Ramon Menezes para um período de treinos com a seleção brasileira sub-20. Com...

    Chá de nespereira: conheça os benefícios para sua saúde

    Você já ouviu falar na nespereira? Uma simples infusão de uma colher (sopa) da folha picada e um litro de água fervida fazem um...

    Três pessoas da mesma família ficam feridas em capotamento na BR-070

    Um capotamento foi registrado na tarde desta quinta-feira (12) na cidade de General Carneiro. Três pessoas da mesma família, sendo pais e filho, ficaram...

    Em recado ao agro, Lula lembra securitização, cita Blairo e desafia Bolsonaro

    O ex-presidente e pré-candidato ao Planalto em 2022, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue sem improvisos em seu discurso. Ao contrário, depois das...

    Segurança implanta projeto de remição de pena por leitura em Centro de Detenção Provisória

    A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Administração Penitenciária (Saap-MT), lançou o Programa da Remição da Pena pela Leitura no...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas