Agora MT Brasil Congresso deve debater redução da jornada de trabalho com manutenção dos salários
LEIS DO TRABALHO

Congresso deve debater redução da jornada de trabalho com manutenção dos salários

Empresas têm testado a diminuição dos dias de trabalho com o desafio de manter a produtividade em menos tempo

Fonte: R7

Imagem: Carteira de trabalho Congresso deve debater redução da jornada de trabalho com manutenção dos salários
Congresso deve discutir diminuição da jornada de trabalho – Foto: Reprodução

A redução da jornada de trabalho, sem a diminuição da remuneração, deve estar entre as propostas na pauta do Congresso em 2024. Em dezembro do ano passado, antes do encerramento das atividades parlamentares, a Comissão de Assuntos Econômicos da Casa aprovou um projeto de lei que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para permitir a jornada reduzida. A proposta ainda deve ser analisada pela Câmara dos Deputados e sancionada pelo presidente da República para se tornar lei.

O projeto, de autoria do senador Weverton (PDT-MA), voltou a ganhar destaque após empresas brasileiras aderirem a um experimento internacional que testa o modelo de quatro dias de trabalho por semana. Nesse caso, o desafio é diminuir a carga dos colaboradores e manter a produtividade. As empresas que aderiram aos testes receberam treinamentos, palestras, diagnóstico organizacional das equipes e acompanhamento individualizado.

O texto aprovado na comissão visa fixar em 14 horas por semana o intervalo disponível para negociação entre empregador, empregado e sindicato, por meio de convenções coletivas. Essa negociação é condicionada à preservação dos salários atuais. Dessa forma, o total de horas trabalhadas poderia ser ajustado para até 30 horas semanais.

Além dessa proposta, ainda há ao menos outros dois projetos de lei em tramitação que buscam reduzir as atuais 44 horas de trabalho semanais. Uma das matérias foi apresentada há 25 anos pelo então deputado Paulo Paim (PT-RS), hoje senador. Pela proposta, o limite de horas semanais trabalhadas seria de, no máximo, 36 horas com a garantia de que o salário não seria reduzido.

A outra proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados e foi apresentada pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), em 2019. Pelo texto, a Constituição também seria alterada para reduzir a jornada de trabalho a 36 horas semanais. No entanto, diferentemente do projeto que está no Senado, o texto impõe um prazo de dez anos para a ideia ser colocada em prática.

As propostas são amparadas por um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que afirma que a redução da jornada para 40 horas semanais geraria mais de 3 milhões de novos postos de trabalho. Em um segundo momento, com a diminuição para 36 horas semanais, aproximadamente 6 milhões de empregos seriam criados, segundo a pesquisa.

Relacionadas

Thiago Silva viabiliza recursos e vistoria obra da Escola Estadual no Mathias Neves

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) vistoriou nesta quarta-feira (19) o início da obra de construção da Escola Estadual no bairro Mathias Neves, que...

STF julga nesta terça-feira se torna réus os suspeitos de planejar assassinato de Marielle

A Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) julga nesta terça-feira (18) uma denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra os suspeitos de terem...

Polícia prende mais um alvo de operação contra grupo que atuava com delivery de drogas

Mais um alvo da Operação Haze, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia...

Jovem que matou ex-namorada com golpes de faca é transferido para Rondonópolis

Matheus Martins de Araújo, preso por matar Jhulia Glezia Souza Neres no último sábado (15), em Guiratinga, foi transferido de Itiquira a Rondonópolis e...

Polícia Civil indicia homem por importunar sexualmente crianças em escola

A Polícia Civil indiciou um homem de 36 anos pelo crime de importunação sexual contra crianças com idades de 7 a 10 anos, em...

IFMT Rondonópolis abre 40 vagas para curso superior na área de Tecnologia

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) Campus Rondonópolis está com 40 vagas abertas para o curso superior em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento...

Prefeitura anuncia convocação de 120 professores em Rondonópolis

A Prefeitura de Rondonópolis-MT irá realizar uma nova convocação de aprovados no concurso 01/2023. O anúncio foi feito durante uma coletiva com a imprensa,...

Comissão do Senado aprova projeto que aumenta pena de crimes sexuais contra crianças

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou nesta quarta-feira (19) um projeto de lei que aumenta penas para crimes sexuais cometidos contra crianças...

Unemat oferece mais de 1,3 mil vagas remanescentes para ingresso no 2º semestre deste ano

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) abriu seleção especial para ingresso no segundo semestre letivo de 2024, com 1.378 vagas de cursos...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas