Foto: Internet

Por muitos anos acreditou-se que, durante a menstruação, a mulher precisava redobrar os cuidados com a saúde, evitando alguns costumes como tomar banho, lavar os cabelos ou se expor à friagem. As lendas passadas de geração para geração garantiam que, no período, o organismo passava por uma fragilidade e merecia certos cuidados a mais. Apesar desta carência de informações ter mudado, já que hoje mulheres de todas as idades têm acesso a um ginecologista e podem esclarecer suas dúvidas, alguns mitos ainda fazem parte de suas vidas.

Há quem afirme, por exemplo, que praticar exercícios físicos nos dias de menstruação não é recomendável. Puro mito, já que realizar uma atividade física ou não depende apenas da disposição de cada mulher. “Se durante os dias de tensão pré-menstrual ou durante a menstruação ela se sentir disposta e sem incômodos, as atividades físicas são totalmente recomendadas”, esclarece o Dr. Jorge Nahas Neto, professor da pós-graduação em Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Botucatu da UNESP (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquista Filho).

Conheça, a seguir, os cinco grandes mitos e saiba por que eles ainda geram dúvidas nas mulheres.

Lavar os cabelos faz mal à saúde
Mito. Não há problema algum em tomar banho e lavar os cabelos com a frequência de costume durante o período menstrual. A tradição vem do passado, quando as mulheres tomavam banhos frios e, com a contração normal do útero, a menstruação podia ser interrompida por alguns instantes. “Em contato com a água fria, o útero se contrai e cessa a menstruação que, ao ser restabelecida, pode causar a impressão de um fluxo maior. Esse fenômeno fazia com que as mulheres evitassem tomar banho e, principalmente, lavar os cabelos, mas não causa mal algum à saúde”, diz a Dra. Carla Martins, ginecologista especialista em reprodução humana do Hospital Regional da Asa Sul, em Brasília.

Andar descalça faz mal
Mito. A lenda tem origem na explicação anterior. Se a mulher estiver em contato com o frio, o útero pode se contrair e cessar a menstruação, que se restabelece depois. Mas isso não prejudica sua saúde. De acordo com o Dr. Jorge, essa informação não tem embasamento científico e é falsa, assim como atribuir o mito à baixa imunidade do período. “Durante o período menstrual, a imunidade não cai, como algumas pessoas costumam dizer. Logo, a mulher pode andar descalça tranquila”, afirma.

Fazer esforço pode aumentar o fluxo
Mito. Realizar uma atividade física ou qualquer esforço nos dias de menstruação não causa problemas à saúde e não tem relação com o aumento do fluxo sanguíneo. “Esportes e outros exercícios físicos diminuem ligeiramente o fluxo sanguíneo, portanto não é verdade que possa causar o fenômeno oposto. Ir para a academia ou se exercitar de outras formas nesse período é uma decisão pessoal, que depende apenas da disposição da mulher”, esclarece o Dr. Jorge.

Além disso, os sintomas clássicos da tensão pré-menstrual e dos dias de menstruação também podem ser aliviados com exercícios físicos. “As atividades fazem com o que o organismo produza um hormônio chamado endorfina, que aumenta a sensação de bem-estar e melhora o incômodo gerado pela cólica”, avalia a Dra. Carla.

Tomar água gelada ou sorvete pode causar hemorragia
Mito. Durante o período menstrual, se o corpo tem contato com substâncias ou superfícies geladas, libera um hormônio chamado prostaglandina, que estanca a menstruação momentaneamente, o que não significa um problema de saúde. “Nessas ocasiões, a menstruação é suspensa por alguns instantes, mas quando volta ao normal não há ocorrência de hemorragia”, explica a Dra. Carla.

Faz mal ter relações sexuais
Mito. Se o casal se sentir à vontade, não há contraindicações. Contudo, o uso de um preservativo é indicado para evitar a contaminação de doenças sexualmente transmissíveis. “O sangue é um ambiente perfeito para a proliferação de bactérias. Como o pênis costuma ter micro-organismos, o uso de um preservativo é essencial. Com esse cuidado, as relações sexuais podem ser mantidas normalmente durante todo o ciclo menstrual”, conclui a Dra. Carla.

Agência Hélice

 

Leia também:  Rótulos de certas águas de coco não são confiáveis, diz Proteste
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.