Varlei Cordova/AGORAMT

“Nós chegamos a um ponto que estamos com medo de trabalhar.” A frase da Comerciante Quênia Cristina do Amaral Alves define muito bem a situação de pequenos e grandes comerciantes da Região da Vila Operária e que enfrentam da mesma forma os constantes ataques de bandidos a suas lojas.
No caso da comerciante Quênia ela chegou a tomar algumas precauções para tentar evitar ou diminuir os ataques, como instalação de câmeras de segurança e cerca elétrica, mas muito pouco ou quase nada resolveu uma vez que os roubos continuaram.

VARLEI CORDOVA

Os assaltos acontecem em plena luz do dia, e na maioria das vezes é praticado por dois homens que chegam ocupando uma motocicleta, rendem as pessoas que estão no comércio, saqueiam o caixa e simplesmente desaparecem sem deixar pistas.

Cansados de viver sob a mira dos revólveres dos bandidos os comerciantes resolveram agora se unir e cobrar das autoridades de nossa um posicionamento que venha trazer respostas positivas aos seus anseios.

Leia também:  Tapete colore Rondonópolis para a celebração do Corpus Christi

O presidente da Câmara de Vereadores Ananias Martins Filho e o Deputado Estadual Jota Barreto estiveram presentes acompanhados do Comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar. Todos ouviram atentamente o posicionamento dos comerciantes e partiu do Vereador Ananias a proposta de uma reunião na Câmara de Municipal para definirem possíveis estratégias de auxílio aos comerciantes da região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.