Foto Internet

A inflação da construção, medida pelo Índice Nacional da Construção Civil, fechou novembro em 0,37% e ficou pouco abaixo da taxa do mês anterior (0,38%). O índice também é inferior à variação de 0,69% registrada em novembro de 2010.

De acordo com dados divulgados hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano, o índice acumula elevação de 5,52%. Já no período de 12 meses, a taxa está em 5,79%.

O resultado de novembro foi pressionado pelo custo da mão de obra, que aumentou de 0,4% para 0,82% entre os dois meses. Já os preços dos materiais, que também compõem o índice, subiram com menos intensidade no período, passando de uma variação de 0,36% para 0,01%.

Leia também:  Escolas privadas podem aderir ao Sistema de Avaliação da Educação Básica

Com isso, o custo nacional da construção por metro quadrado aumentou de R$ 805,67 em outubro para R$ 808,65 em novembro.

A maior alta do índice foi observada na Região Nordeste (0,95%), influenciada pelos reajustes salariais ocorridos no Rio Grande do Norte e em Pernambuco. As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 0,74% no Centro-Oeste, 0,06% no Sul, 0,11% no Norte e 0,01% no Sudeste.

O Índice Nacional da Construção Civil é calculado pelo IBGE mensalmente em convênio com a Caixa Econômica Federal, com base nos dados do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi). Ele serve como referência para delimitar os custos de execução de obras públicas.

Leia também:  Postos de Saúde de Rondonópolis estarão abertos neste sábado para o Dia D contra a gripe
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.