O prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) já trabalha nos bastidores que o retorno às aulas na rede municipal de ensino só deve acontecer em março. Os principais motivos para o atraso do início do ano letivo seria a falta de contratação dos professores substitutos, a falta do processo seletivo para contratação de professores e a não convocação dos aprovados no concurso da educação. Se for confirmado o atraso no começo do ano letivo, as aulas terão início em cinco de março.

No último dia 11, o vereador Reginaldo Santos, denunciou em entrevista ao site AGORA MT, a possibilidade de haver problemas no retorno às aulas em Rondonópolis. “Isso é uma grande preocupação minha, o ano letivo está prestes a iniciar, nós já votamos na Câmara Municipal o projeto que autoriza a contratação de professores substitutos, mas até agora o prefeito não sancionou a lei e o que se pode perceber é que falta decisão e mais ação por parte do prefeito”, pontou o socialista quando foi entrevistado.

Leia também:  221 vagas de empregos para Rondonópolis (07/06)

A secretária de educação, Marilda Rufino, afirmou que ainda não tem nada definido em relação ao início das aulas, já que está dependendo da Câmara Municipal e do administrativo do município. “Estamos no meio, se eles estão indeciso imagina nós. Só vamos ter uma definição após 25 de janeiro que é quando a Câmara volta aos trabalhos”, fala. Marilda explicou que se for necessário adiar o começo das aulas para março não terá problemas, porque o direito dos professores em relação as férias continua valendo, a preocupação será apenas com os alunos, “mas a secretária está buscando por uma solução”, diz.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.