Foto;assessoria

Um homem foi preso em flagrante por uso de documento falso, na Sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Cuiabá, na tarde de terça-feira (7), durante uma sessão de pregão eletrônico para contratação de empresa de engenharia especializada em manutenção predial.

O pregão eletrônico tinha como objetivo a contratação de uma empresa de engenharia para reforma e manutenção nas estruturas da Delegacia de Sorriso e nas duas unidades operacionais que a compõe.

A sessão foi aberta na segunda-feira (6), com a fase de lances. Posteriormente, foi solicitado à empresa vencedora do pregão que encaminhasse os documentos exigidos pelo edital. O proprietário da empresa apresentou à Comissão de Licitação da PRF um atestado de capacidade técnica com fortes indícios de falsificação. Durante a análise dos documentos, a equipe confirmou a inautenticidade e deu voz de prisão ao empresário por uso de documento falso, cuja pena varia de 2 a 6 anos de reclusão.

Leia também:  Assaltante se passa por cliente e rouba jóias e motocicleta de vendedor

A empresa foi desclassificada do pregão e deverá ficar impedida de participar de licitações e contratações com a União, Estados, Distrito Federal ou Municípios pelo prazo de cinco anos, sem prejuízo das demais cominações legais.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal, em Cuiabá.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.