A Rodobens Automóveis, concessionária Toyota de Rondonópolis/MT, que possui mais 6,6% de participação no mercado de automóveis e comerciais leves na região, inaugurou na terça-feira (7), suas novas instalações. Ocupando uma área construída de 5,8 mil m² e investimentos de R$ 7,2 milhões, aplicados na construção de um novo prédio, localizado na Avenida Presidente Médici.

O novo projeto foi desenvolvido para acomodar os planos futuros de expansão do grupo e da montadora no país. Segundo João Étore Gabriel, diretor geral da Rodobens Automóveis, depois de encerrar 2011 com mesmo volume de vendas de 2010, em função do terremoto e tsunami que afetaram a fabricação de veículos e peças no Japão, a montadora pretende lançar, no Brasil, o modelo de entrada Toyota Etios, previsto para outubro, e que será fabricado na nova planta de Sorocaba-SP, fazendo com que as vendas na concessionária cheguem a uma média de 80 unidades mensais contra 55 registradas em 2011. “Para atender a esta demanda, precisávamos investir em estrutura, treinamento, capacitação e melhor atendimento”, diz Gabriel.

Leia também:  Brasil reabre mercado japonês para exportação de leite e derivados

De acordo com Rogério da Silva Morais, gerente geral da concessionária, os investimentos foram feitos com o objetivo de aprimorar o atendimento ao cliente, proporcionando mais agilidade e conforto, tanto na área de vendas, como nos serviços prestados na oficina.

SUSTENTABILIDADE

O novo projeto também possui soluções de sustentabilidade, que visam respeitar o meio ambiente e ainda contribuir com a economia de energia. Na oficina, por exemplo, foi instalada uma caixa separadora de água e óleo. Com isso, os resíduos de lubrificantes são separados e encaminhados para a reciclagem sem agredir o meio ambiente. Também foi instalado um sistema de captação de água da chuva, que é armazenada em cisternas e aquecida por energia solar.

Leia também:  Exportação de carne bovina aumenta e MT atinge novo recorde

Esta água será utilizada na lavagem de veículos e peças, dispensando o uso de solventes. “Todo o projeto foi pensado para não gerarmos impacto ambiental, por isso, já iniciamos as atividades dentro das normas de certificação ISO 14.0001”, comenta Morais, completando que será feita a coleta seletiva de todo o lixo produzido pela concessionária.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.