Investigações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, deu fim à fraude milionária envolvendo mais mil vítimas. Foram presos na sexta-feira (21.09), funcionários de uma rede de supermercado da Capital e comerciantes ligados ao esquema de emissão de cartões de crédito, que eram utilizados em compras no comércio.

A operação que ainda não foi finalizada contabiliza pessoas presas em flagrante e apreensão de diversos cartões de crédito, documentos, computadores, uma TV de R$ 9 mil e outros objetos comprados com os cartões. Em um dos pontos da busca policial, a equipe flagrou um estelionatário tentando queimar os documentos, cartões e faturas para fugir do flagrante.

Leia também:  Mulher morre e homem é baleado após discussão em Pedra Preta

As vítimas são pessoas que desconheciam a fraude e tiveram seus dados cadastrais utilizados para emissão de cartões, enviados a endereços direcionados pela quadrilha. “São mais de 1000 pessoas que tiveram seus nomes negativados”, informa o delegado adjunto da GCCO, Gianmarco Paccola Capoani, que preside as investigações.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.