Delegado Marcos Sampaio – Foto: A Tribuna

A Polícia Civil já determinou a perícia em dois computadores e no carro do servidor público e candidato a vereador João César Domingos da Silva que foi assassinado na última quinta-feira (20).

O delegado responsável pela investigação do caso, Marcos Sampaio, explica que mesmo havendo uma tendência de que a causa do crime seja passional, não está descartada há hipótese de ter ocorrido um crime político, já que a vítima era envolvida no meio. Ontem (24) o Site AGORA MT havia divulgado que o secretário de Segurança Pública, Diógenes Curado, havia autorizado aumentar o número de investigadores e policiais no acompanhamento da morte do servidor, fato que já vem ocorrendo.

Advertisements
Leia também:  Vereador visita obras do Centro de Artes e Esportes Unificados

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.