Os alunos da Unidade de Ensino da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec) de Rondonópolis cobram posicionamento do Governo do Estado quanto a regularização dos serviços de limpeza da instituição. No início do mês os funcionários da empresa prestadora de serviço deixaram o local em razão da falta de pagamento dos salários.

Os estudantes continuam em aula, de forma precária, pois os banheiros e as salas não são limpos. O problema não está pior em razão da disponibilidade de alguns alunos limparem o local.

Os alunos de tecnologia em agricultura, Mauro Alves da Silva e Lucas Sampaio, juntamente com o estudante de tecnologia em edificação, Gerson Ezequiel, são unanimes em afirmar que a situação esta insustentável, pois já eram penalizados com a falta de laboratórios e estrutura da unidade, agora o prédio está jogado as traças, sem qualquer tipo de limpeza.

Leia também:  Bombeiros registram quase 400 casos de incêndios em Rondonópolis

Os estudantes expuseram que há turmas que nunca tiveram uma vista técnica, o que é essencial na grade do curso, e temem por ser formarem sem qualquer conhecimento prático.

O diretor pedagógico da unidade, Marcos Cesar Batista, explicou que a situação permanece inalterada e algumas turmas não querem aderir a greve, assim como ocorre em outras unidades, pois terminarão o curso em breve. Segundo o educador o Governo havia se comprometido a efetuar o repasse no nesta sexta-feira (19) na tentativa de contornar o problema.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.