Tranquilidade e uma boa noite de sono são alguns dos requisitos para que os candidatos que irão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste sábado (03) e domingo (04). Se inscreveram para as provas 5.791.290 pessoas.

A coordenadora do Vest Plus cursos pré-vestibular, Sandra Francisca de Souza, observou que a cada ano é maior o número de pessoas que procuram os cursinhos para se prepararem para a prova, pois o ENEM aumentou o nível da concorrência para entrar nas universidades.

Sandra explicou que alguns candidatos chegam a estudar até oito horas por dia para conseguir ingressar em um curso como o de medicina, a coordenadora ressaltou que não existe mais sorte para passar na prova, pois a cada ano os candidatos estão mais preparados. “Hoje é preciso ter conhecimento para entrar na faculdade, já foi à época que as pessoas arriscavam e passavam no vestibular”.

Leia também:  UTI Neonatal fica sem equipe de enfermagem e bebê prematuro cai de incubadora em hospital do DF

O estudante Eduardo Volski afirmou que dedica pelo menos seis horas por dia para a prova do ENEM e tem focado nas disciplinas que tem mais dificuldade. O candidato disse que está otimista com o resultado dos estudos e acredita que tem grandes possibilidades de ingressar no curso de Engenharia Civil.

A coordenadora do Vest Plus se orgulha em falar dos resultados dos alunos que passaram pelo cursinho, mas destaca que o fator principal é a dedicação dos candidatos. Sandra sugere que as pessoas que vão prestar o ENEM conheçam e cheguem com antecedência no local da prova, estejam bem descansados, levem sempre uma caneta de reserva, evitem baladas na noite que antecede a prova e principalmente mantenha a tranquilidade durante o teste.

Leia também:  Manaus decreta situação de emergência após imigração de mais de 400 índios venezuelanos

ENEM 2012

Para a edição de 2012 o ENEM se inscreveram 5.791.290 pessoas sendo a maioria 59% (3.416.435) mulheres e 41% (2.374.855) de homens. Em Mato Grosso se inscreveram 136.617 candidatos.

Após a aprovação da Lei das Cotas 54% dos inscritos se declararam pretos, pardos e indígenas, essa proporção é muito próxima à da população brasileira em geral, que é de 51%.

Entre os 5,7 milhões de inscritos, 1,5 milhão terminou este ano o ensino médio. Desse grupo, 80% (mais de 1,2 milhão) vêm da escola pública e poderão se beneficiar da reserva de vagas que a lei garante.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.