Os integrantes do Conselho Municipal de Políticas Culturais que trabalha em parceria com a gestão pública para viabilizar a implantação do Sistema Nacional de Cultura em Rondonópolis, se reuniram na manhã desta segunda-feira (4) para aprovar o regimento interno e conhecer o projeto de lei que deve estabelecer o Sistema Municipal de cultura. A expectativa é que a aprovação do plano ajude a acelerar o processo que vai beneficiar os artistas da terra.

A proposta está em discussão em Rondonópolis, desde fevereiro de 2012. Graças à união de forças do Departamento de Cultura, o Conselho e a sociedade local, foi instituída uma comissão de mobilização e realizado o Fórum Municipal de Planejamento da Cultura de Rondonópolis, no dia 14 de julho. Uma série de reuniões realizadas apontou o diagnóstico dos diversos setores. O saldo de todos os encontros resultou na elaboração do texto de diagnóstico.

Leia também:  Nova etapa da Operação 'Bairro Seguro' conta com apoio do Exército

Numa próxima etapa foram definidas diretrizes, estratégias de ações e metas dos inúmeros segmentos. As resoluções passaram pelo Conselho que analisou e aprovou todas elas. Na reunião desta segunda foi aprovado o regimento interno que muda a nomenclatura do Conselho e define o número e a função dos integrantes. Os participantes tomaram conhecimento do teor do projeto de lei que segue para aprovação no plenário da Câmara de Vereadores.

Maximiano Ferraz – presidente do Conselho – acredita que deve ser convocada uma sessão extraordinária para apreciação e aprovação do Plano Municipal de Cultura. A proposta que é uma exigência do plano nacional credencia Rondonópolis a fazer parte da cadeia que viabiliza recursos para a produção cultural. Depois de aprovado, o plano é encaminhado ao prefeito Percival Muniz que deve sancioná-lo e garantir mais esse elemento exigido para implantação do Sistema Municipal de Cultura.

Leia também:  Ministros participam de inauguração na Santa Casa

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.