O goleiro reserva do Palmeiras, Bruno, substituiu Fernando Prass no decorrer do jogo contra o Ituano, na tarde de domingo, em Itu, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. E o camisa 12 teve exibição ruim. Duas falhas no segundo tempo resultaram na derrota palmeirense por 2 a 1 e deixaram Gilson Kleina preocupado.

O treinador já está ciente de que Prass tem problema no ombro esquerdo e não atua nos jogos contra Santos pelas quartas de final do Campeonato Paulista e Tijuana, no México, na partida de ida das oitavas de final da Libertadores.

“Existe uma preocupação. Ela é ocasionada pela falta de ritmo do Bruno”, disse Kleina, que logo após procurou defender o goleiro.

Leia também:  Internacional pode ser excluído da Série B após denúncias de documentos falsificados

“O Bruno se dedica, trabalha bastante e vai fazer de tudo para estar bem preparado. Ele é um companheiro que vai conseguir passar confiança”, complementou.

A situação de Prass ainda está indefinida. O goleiro não teve fratura constada no ombro esquerdo após realizar exame de Raio X ainda em Itu. Nesta segunda, ele realiza ressonância magnética para saber qual o grau do problema.

“Seja qual for a situação, tenho certeza que o Prass vai passar incentivo ao Bruno, eles são amigos. Isso é muito bom de se ver”, destacou Kleina.

Contra o Ituano, Bruno falhou em uma cobrança distante de falta pela lateral de Fernando Gabriel ao não alcançar a bola e ser encoberto. Nos acréscimos, ele rebateu chute de fora da área e sofreu o gol no rebote de Marcão.

Leia também:  Brasileira leva ouro em natação e se torna a 1° campeã mundial do país
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.