Doze pessoas foram eleitas hoje (18) e irão representar os municípios do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Alto Teles Pires (Cidesa) na etapa estadual da 4ª Conferência Nacional de Meio Ambiente. A eleição dos delegados e suplentes aconteceu ao final da etapa regional da conferência, realizada nesta quarta e quinta-feira, em Lucas do Rio Verde.

O tema proposto, a ser discutido em todo o Brasil, é a gestão compartilhada dos resíduos sólidos. Os debates são realizados com base em quatro eixos: Produção e consumo sustentáveis; Impactos ambientais; Geração de emprego, trabalho e renda; e Educação ambiental. Em Lucas do Rio Verde, participaram das discussões mais de 150 pessoas dos 14 municípios que formam o Cidesa.

No primeiro dia de evento, os participantes discutiram sobre a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, principalmente no que diz respeito ao cumprimento da lei da logística reversa, que determina que os fabricantes, revendedores e comerciantes têm responsabilidade no descarte final dos resíduos.

Leia também:  Cai 28% o número de roubo de aparelhos celulares em Mato Grosso

Já no segundo dia, foram elaboradas, discutidas e aprovadas as proposições que serão apresentadas nas próximas etapas da Conferência de Meio Ambiente. Entre as sugestões a serem defendidas estão:

– Disponibilização de recursos financeiros federais e estaduais, através dos consórcios intermunicipais, para implantação e estruturação dos órgãos públicos municipais em ações de saneamento básico;

– Viabilizar a estruturação dos órgãos públicos municipais para descentralização do licenciamento ambiental, como forma de intensificar a fiscalização e monitoramento;

– Promover, por meio de incentivos fiscais e financiamento, a criação e ampliação de empresas recicladoras e sua interiorização;

– Criar fundos de crédito federal para elaboração e execução de projetos na recuperação de lixões;

– Facilitar a aquisição de máquinas e equipamentos para operacionalização da reciclagem pelas cooperativas e associações com recursos do governo federal e linhas de crédito;

Leia também:  Taques inaugura 170 km de rodovias em Paranatinga, Primavera e Santo Antônio do Leste

– Viabilizar o trabalho de catadores na organização de cooperativas ou associações e capacitá-los;

– Criar um programa macro de educação ambiental, incentivando e capacitando todos os segmentos da sociedade e realizar ações sensibilizadoras nas comunidades locais para que os cidadãos possam aprender e praticar o ato de reciclar.

As proposições serão apresentadas na etapa estadual que acontece de 11 a 13 de setembro, em Cuiabá. Na data serão eleitos os delegados para a 4ª Conferência Nacional de Meio Ambiente, que será realizada de 24 a 27 de outubro, em Brasília.

A secretária de Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde, Luciane Bertinatto Copetti, destacou que, mais do que discutir e propor projetos, as conferências objetivam debates sobre mudanças de comportamento, maior engajamento e comprometimento por parte da população no que diz respeito ao consumo e o acompanhamento da eficiência na gestão dos resíduos nos municípios.

Leia também:  Tangará da Serra é 10º município a receber Caravana da Transformação

Os delegados e suplentes eleitos são:

Setor Sociedade Civil
Edjerson Cardoso Da Silva
Joarez Da Silva Ramos
Osmar Isoton
Jhony Reus Scholz
Decleison Mendes Fonseca

Setor Público
Luciane Bertinatto Copetti
Rosimari Cristina Ferri
1º Suplente – Felipe Rafael F. Lameira
2º Suplente – Valdemir José Datto

Setor Empresarial
Renata Grosel
Tathiane Dalmut Isoton
Mariza Misturini

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.