O indicador ampliado do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) no mês de junho confirma tendência apresentada desde o início do ano e revela que a inadimplência no comércio está concentrada nas dívidas com valores acima de R$ 500.

Além disso, o levantamento revelou que a maior parte dos cadastros negativos concentra-se em CPFs de consumidores com mais de 65 anos de idade.

Quanto ao gênero dos consumidores com dívidas em atraso, novamente houve um ligeiro equilíbrio, também seguindo a tendência apontada desde o começo de 2013. 53,7% dos cadastros inadimplentes pertenciam a mulheres, enquanto que 46,23% pertenciam a homens.

Se por um lado foram as mulheres que mais atrasaram as dívidas no mês de junho, por outro, também foram as que mais sanaram os compromissos. De acordo com os números do SPC, as mulheres lideram a recuperação de crédito com 55,12% ao passo que homens representam 44,88% dos CPFs removidos da base de inadimplentes do SPC.

Leia também:  Rendimento médio do trabalhador fica em R$ 2.109 em maio
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.