Acontece amanhã (7), o Fundação MT em Campo em Rondonópolis. O evento começa a partir das 7h na Estação Experimental Cachoeira em Itiquira. Neste ano, o dia de campo da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, tem muitas novidades para os produtores. São oito diferentes pesquisas com informações para auxiliar o trabalho no campo. Também haverá um stand da Tropical Melhoramento & Genética (TMG) com portfólio de cultivares e uma palestra com o Agrometereologista da Somar, Marco Antonio dos Santos.

“Esta é uma ocasião única, onde estamos abrindo as portas com diversos ensaios que estão sendo conduzidos há seis anos. É a pesquisa mais próxima dos agricultores”, aponta o pesquisador do Programa de Monitoramento e Adubação (PMA) da Fundação MT e responsável pela estação, Claudinei Kappes.

Leia também:  'Caravana da Cidadania' acontece entre os dias 7 e 9 em Rondonópolis

O evento já passou pelas regiões Norte e Médio Norte de Mato Grosso e diferentemente de outros anos o dia de campo está mais dinâmico. “O público opta pelos ensaios de pesquisa que quer visitar. Lá, as explicações serão feitas conforme o produtor vai passando pelo ensaio, diferentemente das palestras tradicionais. Ele tem a oportunidade de verificar com as próprias mãos e visualizar o nosso trabalho. Depois é aberto um espaço para tirar dúvidas. Tudo muito próximo de quem está apresentando as informações”, explica Kappes.

Dentre os assuntos que serão abordados durante o dia de campo está o de rotação de culturas, enfatizando a produção de grãos (soja e milho) e de fibras (algodão), com e sem revolvimento anual do solo. “Neste experimento, testamos seis diferentes sistemas de rotação de culturas no preparo convencional de manejo do solo e no plantio direto, para que o produtor avalie in loco quais são as melhores alternativas que podem ser inseridas em seu sistema de produção. No total são 12 tratamentos que estão sendo testados há seis anos. Isso nos dá maior segurança aos resultados obtidos”, destaca o pesquisador da Fundação MT.

Leia também:  Mais de 300 idosos do projeto de hidroginástica terão dia de lazer no cinema

Além dessa pesquisa, o público poderá acompanhar o desenvolvimento de soja após o cultivo de leguminosas e de gramíneas, arranjo espacial de plantas para a cultura da soja, busca por alta produtividade: resposta da soja a níveis de investimentos, alternativas para o aumento da produtividade de milho, níveis de adubação em 11 cultivos sem fertilizantes e corretivos e manejo da calagem no sistema  soja/milho safrinha em solos cultivados por vários anos.

As inscrições para participar do dia de campo são gratuitas e podem ser feitas no local.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.