O vereador Roni Magnani (PP), protocolou nesta quarta-feira (19), na Câmara Municipal, um projeto de lei que estabelece diretrizes para a política municipal de educação alimentar nas escolas municipais no combate a obesidade. A proposta proíbe a venda de alimentos que não estejam dentro das normas do que é considerado uma alimentação saudável, nas cantinas escolares, como refrigerantes e frituras.

“Os alimentos e bebidas oferecidos normalmente nas cantinas das escolas limitam-se a lanches rápidos como salgados, balas e doces, dentre outros alimentos que possuem altos índices de gordura e açúcar, além de claro, os refrigerantes. Esta má alimentação pode causar diversos problemas a saúde como a obesidade infantil, cujos índices vêm aumentando a cada ano”, disse o vereador.

Leia também:  Em troca de incentivos fiscais, Silval Barbosa revela que cervejaria doou cerca de R$ 2 milhões

De acordo com vereador Roni, o projeto propõe o fornecimento de alimentos naturais, o fortalecimento das ações da vigilância sanitária e mais respaldo aos alimentos da agricultura familiar. “Além disso, estamos propondo que as crianças e adolescentes recebam nas unidades escolares orientação sobre como ter uma alimentação saudável, isso nos projetos pedagógicos e nas aulas com material didático. A proposta é orientar as crianças e seus familiares a prevenir a obesidade” disse o vereador.

No projeto ainda é previsto a avaliação periódica das crianças e adolescentes nas unidades escolares com medição da circunferência abdominal, peso e altura e o estímulo as práticas esportivas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.