A maior Feira Agrícola da América Latina, a Agrishow, está a caminho de ser realizada em Cuiabá e não mais em Rondonópolis, essa situação que é defendida pelo empresário Eraí Maggi, vem preocupando os expositores e agricultores da região. Para o presidente do Sindicato Rural de Rondonópolis, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, o Chico da Paulicéia, acredita que Rondonópolis é a cidade do interior do estado com mais capacidade para receber a Agrishow.

Durante uma reunião realizada em Cuiabá a diretoria da Agrishow sinalizou uma parceira para que o evento aconteça na capital, possivelmente em 2016 quando as obras de construção do parque estarão concluídas e isso vem preocupando os rondonopolitanos que contavam com a volta do evento para a cidade. (leia mais)

De acordo com Paulicéia a agricultura e a agropecuária de modo geral são construídas e realizadas no interior. “É normal que nas cidades do interior sejam realizados os eventos dedicados a agropecuária, o que foi colocado pelos gestores da Agrishow é que Rondonópolis estava com a estrutura além do necessário, com isso podemos dizer que nenhuma cidade do estado de MT tem condições de atender as exigências que eles querem, a não ser Rondonópolis” afirma o presidente.

Leia também:  Robozão chama atenção do público durante a 3ª Feciti

O presidente ainda ressalta sobre as condições que se encontra a capital e as estradas do estado. “Cuiabá está um canteiro de obras, sabemos que todas as cidades têm os pós e os contras, e tudo que foi dito da estrutura de Rondonópolis podem ser ditas a todas as cidades possíveis a candidatas do evento. Rondonópolis é uma cidade centralizada do Centro-Oeste, perto do Sudeste, a realização do evento aqui evita o tráfico Rondonópolis a Cuiabá que nos próximos três anos vão estar piores, pois além de ser pista simples ainda está em obras” diz Paulicéia.

Chico afirma acreditar que toda essa situação tem envolvimento com o poder político. “Infelizmente tecnicamente o poder político está envolvido, se fosse só um evento dedicado exclusivamente à difusão de tecnologia na agricultura seria outro episódio de outra forma, mas a política é presente em nossas vidas em todos os aspectos e temos que entender que essa queda de braço será definida dessa forma” conclui.

Leia também:  Acontece neste sábado a 3ª edição da Festa Cultural Nordestina

O presidente ainda diz que a luta continua e que o caso ainda não está definido, mas que isso ocorrerá nos próximos dias. “Serão expostos às vantagens e claro que Cuiabá tem as suas desvantagens também, continuaremos defendendo nosso ponto de vista. Sem o evento aqui Rondonópolis perde, deixa de ganhar muito seria bom para o Sul do estado” finaliza Chico.

EXPOSUL

Em relação à Exposul Paulicéia fala do lançamento de um novo evento que tem como nome provisório “Rodada de Negócios”. De acordo com o presidente será um evento voltado ao agronegócio.

“Este ano daremos uma ênfase no expositor da feira de uma forma geral de quem vai lá para fazer negócio, estamos formatando o lançamento do evento que terá o nome provisório de “Rodada de Negócios”, a feira funcionará preferencialmente na parte da manhã. Isso está sendo formatado pelo Sindicato Rural e será feita uma nova reunião para o lançamento dessa nova ideia” diz o presidente.

Leia também:  Casario oferece ao público coletiva de artes “SimplesMentes”
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.