Ivan Souto, assessor da Diretoria de Planejamento da Infraero – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Ivan Souto, assessor da Diretoria de Planejamento da Infraero – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Uma equipe técnica da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) desembarcou na manhã desta segunda-feira (24) no aeroporto Maestro Marinho Franco, em Rondonópolis, onde fará uma análise para possível federalização do local.

Ivan Souto, assessor da Diretoria de Planejamento da Infraero, explicou que durante dois dias serão feitas várias análises, como por exemplo, condições da estrutura, pista, situação econômica do município e apresentado um relatório ao Governo Federal que deverá administrar mais 270 aeroportos do país.

O representante da Infraero observa que os aeroportos atraem o desenvolvimento das cidades, por essa razão é preciso uma melhoria nos serviços e condições estruturais. Caso o Marinho Franco passe a ser administrado pelo Governo Federal deve receber algumas melhorias, como ser integrado a malha aérea nacional, ampliação no número de empresas prestadoras de serviços, equipamentos de navegação eletrônica e talvez até a construção de um novo prédio.

Leia também:  Depois de 59 dias, greve do Detran chega ao fim e servidores retomam atividades

O presidente da Comissão Pró-Aeroporto, Alencar Libano, argumentou que existe interesse tanto da parte do Poder Executivo Municipal quanto da Infraero na transferência da administração, tendo em vistas fatores como a possibilidade da unidade prestar suporte ao aeroporto de Cuiabá.

“O Marinho Franco passa por uma má gestão ao longo desses 12 anos, com a administração pelo Governo Federal entendemos que muitos problemas, como a questão da quantidade de voos, serão solucionados tendo em vista a experiência da Infraero”, concluiu Alencar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.