O senador Blairo Maggi veio a público nesta quarta-feira (30) para afirmar que não será candidato ao governo de Mato Grosso. Ele alegou que em nenhum momento segurou o processo eleitoral, embora a base aliada sempre esperasse uma definição dele para ser candidato. Ele é o representante do grupo que mais esteve à frente nas pesquisas eleitorais.

O fato de ter sido governador duas vezes, de ter o conhecimento da máquina administrativa, ele acredita que este seja momento de mudança. Para o senador, nesta eleição, o eleitor vai buscar o novo da mesma forma que foi em 2002, quando ele disputou contra o ex-senador Antero Paes de Barros, que representava a continuidade do governo de Dante de Oliveira.

Leia também:  Assembleia vai decidir o futuro do prédio da Uramb

“Defendo a tese da renovação”, disse o senador. Ele ainda acha que é necessário o surgimento de novas lideranças políticas.

Apesar do nome de Pedro Taques representar o “novo”, Maggi diz que não vai apoiá-lo por permanecer no grupo e por uma questão moral com o governo petista, de quem ele ele é aliado há 12 anos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.