Família da advogada em frente ao Fórum - Foto: José Antônio
Família da advogada em frente ao Fórum – Foto: José Antônio

 

O acusado do assassinato da advogada Alessandra Martignago, Cristiano Inácio dos Santos, chegou no fórum da cidade de Primavera do Leste (126 Km de Rondonópolis) por volta das 07h30 da manhã desta terça-feira 22. Cristiano estava acompanhado de seis agentes prisionais da ‘Mata Grande’ onde se encontra detido desde a época que ocorreu o crime. Ele chegou algemado e foi levado para uma sala de  audiência, o mesmo deverá ser ouvido a qualquer momento.

Familiares e amigos estão em frente ao Fórum com cartazes pedindo por justiça. A manifestação deve continuar até o final da audiência. Das vinte testemunhas a favor de Alessandra Martignago, dez já foram ouvidas nesta manhã.

Leia também:  Expobonja | Rojão explode em festa de rodeio, duas pessoas morrem e 20 ficam feridas

alessandra

ENTENDA O CASO

A advogada Alessandra Martignago foi morta em março de 2013 quando estava em sua residência. A vítima teria  sido surpreendida por Cristiano e com uma faca ele a matou em sua própria residência na Rua Santa Catarina Bairro Primavera 2.

Cristiano Inácio dos Santos já havia roubado a casa de Alessandra há cerca de quinze dias, antes do assassinato, onde levou joias e bens pessoais.

Alessandra Martignago, 30 anos, foi encontrada morta em sua casa, na área central da cidade.

Cristiano, de nacionalidade paraguaia, 26 anos, foi preso, após perseguição pelas ruas da cidade e capotar o carro da vítima, uma camionete SW4, Toyota, placas NUE 0999, de Primavera do Leste. A vítima estava separada do marido a cerca de 60 dias e morava sozinha no imóvel.

Leia também:  Prefeito de Jangada é preso suspeito de ceder maquinário em propriedade particular

A nossa equipe tentou conversar com a juíza criminal que está a frente do júri popular Dr. Glenda a mesma informou que não poderia repassar informações sobre a situação e que o caso corre em segredo de justiça.

Após a audiência Cristiano será levado novamente para o presidio Mata Grande em Rondonópolis.

 Leia também: 

Acusado de matar advogada participa hoje da reconstituição do crime

 Advogada é brutalmente assassinada em Primavera do Leste

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.