Soberana em 2014, a Mercedes, definitivamente, não se acomoda com a vantagem. Na atividade de abertura para o GP da Hungria deste fim de semana, a equipe alemã foi a primeira a manda seus pilotos para a pista. E Lewis Hamilton e Nico Rosberg confirmaram o favoritismo e dominaram toda a sessão. O britânico foi o mais rápido da manhã com 1m25s814, superando por muito pouco o companheiro e líder do Mundial, que anotou 1m25s997.

Tentando se recuperar da má fase em 2014, Kimi Raikkonen deu sinais de reação ao ser o “melhor do resto” com 1m26s421. Seu parceiro de Ferrari, Fernando Alonso, foi quatro décimos mais lento, 1m26s872, mas ainda ficou em quarto. Sebastian Vettel (RBR), Kevin Magnussen (McLaren), Jean-Eric Vergne (STR), Daniel Ricciardo (RBR) e Jenson Button (McLaren) vieram logo a seguir.

Em um circuito que não favorece muito os carros da Williams, por ser travado e com retas curtas, Felipe Massa foi o melhor da equipe. O brasileiro conseguiu a décima posição com a marca de 1m27s960. Já o finlandês Valtteri Bottas foi apenas o 15º com 1m28s330.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes

A atividade foi marcada por muitas escapadas de pista e travadas de freio. Mas a imagem mais impressionante ficou por conta do princípio de incêndio na Marussia de Max Chilton. Logo no início da sessão, o jovem britânico entrava nos boxes quando um vazamento de óleo provocou labaredas na traseira de seu carro. Chilton ainda conseguiu voltar à pista nos minutos finais e completar uma volta rápida, o suficiente para empurrar seu parceiro de time, Jules Bianchi, para a lanterna da folha de tempos.

Os pilotos voltam à pista daqui a pouco, às 9h (horário de Brasília), para o segundo treino livre, novamente com transmissão do SporTV. O GP da Hungria é a 11ª etapa da temporada da Fórmula 1, que vê supremacia absoluta da Mercedes, a líder disparada do Mundial com quase o dobro de pontos da segunda colocada, a RBR (366 a 188).

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

A corrida está marcada para domingo, dia 27 de julho. A TV Globo mostra a corrida ao vivo às 9h (de Brasília). No sábado, a Globo transmite os momentos decisivos do treino classificatório a partir das 9h35. O SporTV exibe a atividade na íntegra e ao vivo a partir das 9h.

Confira os melhores tempos do 1º treino livre para o GP da Hungria:

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1m25s814 (27 voltas)
2) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1m25s997 +0s183 (31)
3) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 1m26s421 +0s607 (29)
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 1m26s872 +1s058 (23)
5) Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) 1m27s220 +1s406 (28)
6) Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) 1m27s357 +1s543 (28)
7) Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Renault) 1m27s683 +1s869 (30)
8) Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault) 1m27s782 +1s968 (16)
9) Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 1m27s804 +1s990 (27)
10) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) 1m27s960 +2s146 (24)
11) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 1m27s967 +2s153 (25)
12) Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) 1m28s101 +2s287 (28)
13) Daniil Kvyat (RUS/STR-Renault) 1m28s208 +2s394 (32)
14) Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) 1m28s266 +2s452 (28)
15) Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) 1m28s330 +2s516 (21)
16) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) 1m28s376 +2s562 (24)
17) Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 1m28s593 +2s779 (24)
18) Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) 1m29s025 +3s211 (23)
19) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham-Renault) 1m30s363 +4s549 (30)
20) Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault) 1m30s892 +5s078 (24)
21) Max Chilton (ING/Marussia-Ferrari) 1m31s004 +5s190 (5)
22) Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) 1m31s248 +5s434 (20)

Leia também:  Brasil e Costa Rica fazem amistosos em Campo Verde e Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.