A Sessão da Câmara que havia afastado temporariamente o prefeito de Barão do Melgaço, Antônio Ribeiro Torres (PMDB), foi anulada por uma liminar proferida ontem (25) pelo juiz da Comarca de Santo Antônio do Leverger, Murilo Luiz Mesquita.

O prefeito havia sido afastado por 180 dias por supostas irregularidades na compra de remédios, ambulância e combustíveis. Ele entrou com o mandado de segurança e logo após o resultado da sessão já tinha afirmado que a votação não teria validade, já que não haveria quórum suficiente para a decisão.

Rony Munhoz, que é advogado de defesa do prefeito, afirmou que a votação teria atropelado o próprio regimento da Câmara Municipal.

Advertisements
Leia também:  Demolição provoca guerra de vídeos nas redes sociais entre suplente e vereador

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.