O Brasil perdeu mais uma posição no ranking das economias mais competitivas do mundo, em meio à piora macroeconômica, segundo o Relatório Global de Competitividade, do Fórum Econômico Mundial (WEF), divulgado nesta terça-feira (2). O país havia perdido oito posições no ano anterior.

Na edição de 2014, que analisou 144 economias, o Brasil passou a ocupar a posição 57 no ranking elaborado por meio de uma pesquisa de opinião com executivos, atrás de países como China, Rússia e África do Sul, que ocupam as 28ª, 53ª e 56ª posições, respectivamente. O Brasil fica a frente da Índia, em 71º lugar.

Em 2011, o país subiu cinco posições e alcançou o 53º lugar. Em 2012, ganhou mais cinco lugares e ficou em 48º.

Leia também:  Mato Grosso fica em 2º lugar no ranking de geração de empregos em todo o Brasil

Na primeira posição do ranking está a Suíça, seguida por Cingapura, Estados Unidos, Finlândia, Alemanha e Japão.

Entre os países da América do Sul, o Chile teve o melhor resultado, em 33º – ganhando uma posição em relação a 2013 –, enquanto o Peru aparece em 65º (caiu 4 lugares) e a Colômbia em 66º (ganhou 3).

Nos últimos lugares do ranking ficaram Guiné, Chade, Iêmen, Mauritânia e Angola.

Problemas do país

Segundo o relatório, a queda do Brasil ocorreu por conta do progresso insuficiente em resolver problemas relacionados a infraestrutura, a percepção de problemas institucionais e maior preocupação com problemas ligados à eficiência do governo e corrupção. A avaliação é semelhante a do ano anterior.

O relatório também aponta que o resultado econômico do país está sendo mais fraco, com um pequeno aperto no acesso ao crédito.

Leia também:  Preço do aluguel cai nos últimos meses em Rondonópolis| TV Agora

Além disso, há falta de progresso na melhoria da qualidade da educação “que fracassa em colocar no mercado trabalhadores com a capacitação necessária em uma economia em transição, mais baseada em atividades ligadas ao conhecimento”.

Apesar disso, o relatório diz que o Brasil tem vantagens importantes, como o grande mercado e uma comunidade de negócios bastante sofisticada com locais de inovação de ponta, trabalho intenso de pesquisa e atividades de alto valor agregado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.