Desde a primeira semana de novembro, as desvalorizações do algodão em pluma têm sido menos intensas, tanto no mercado nacional quanto para o exterior. A valorização da taxa de câmbio mais que compensou as quedas externas, contribuindo para elevar a paridade de exportação e deixando vendedores mais firmes em suas ofertas.

Mesmo assim, colaboradores do Cepea afirmaram que a baixa qualidade dos lotes envolvidos nas negociações desta temporada tem acirrado a “queda de braço” entre compradores e vendedores e os deságios aplicados continuam pressionando os valores da pluma. Entre 4 e 11 de novembro, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento 8 dias registrou queda de 0,29%, fechando a R$ 1,6491/lp no dia 11.

Advertisements
Leia também:  Imposto será zerado para equipamentos e produtos de informática importados

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.