O presidente da subseção Rondonópolis da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ronaldo Batista Alves Pinto, emitiu nesta quarta-feira (12) uma nota sobre a questão do profissional que foi detido por levar celulares para um reeducando da Penitenciária Major Eldo Sá Correa (Mata Grande).

 

Nota Ordem dos Advogados do Brasil – subseção Rondonópolis

Nesta terça-feira (11), uma comissão desta subseção compareceu à Penitenciária Major Eldo de Sá (Mata Grande) para acompanhar, infelizmente, a condução do advogado Valdir Scherer que tentou ingressar naquele estabelecimento com aparelhos celulares que seriam entregues a um reeducando.

Nosso papel foi de garantir as prerrogativas do profissional, sem fazer julgamento de mérito, posto que esse julgamento será realizado pelo Tribunal de Ética e Disciplina, em processo administrativo que será instaurado para apuração da conduta do advogado.

Leia também:  Carro capota e duas pessoas ficam feridas na MT-270

Atenciosamente,

Dr. Ronaldo Batista Alves Pinto – OAB/MT 7.556-B

Presidente da Subseção de Rondonópolis – OAB/MT

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.